O destino nunca está associado a coisas boas só a más

O dia hoje estava diferente. Inconscientemente estávamos perturbados, à partida da 1ª etapa da Volta à Bairrada. A notícia foi-nos dada de uma forma abrupta, telegráfica, e tudo se alterou. Scarponi era um dos ciclistas mais valiosos do pelotão internacional, pelo carinho que o público nutria por ele, pela forma amável com que atendia tudo e todos, pela sua comunicabilidade, e pela forma algo brincalhona e descontraída que patenteou ao longo da sua carreira de ciclista.

Tinha 37 anos, e ainda muito se esperava dele . Levantou-se cedo para treinar, talvez cedo demais, para quem tinha terminado uma corrida no dia anterior, e logo ali, bem perto de casa havia de passar uma carrinha com pressa. O destino não marca hora nem local, muito menos pessoas, mas assinala desgraças. O destino nunca está associado a coisas boas só a más.

Deixa dois filhos sem pai, uma esposa sem marido e deixa muitas saudades no mundo do ciclismo.