ALEJANDRO VALVERDE, O MELHOR DO MUNDO

Se dúvidas ainda persistissem Alejandro Valverde vai tratando de as desfazer. Nos últimos anos, é este, o melhor ciclista do mundo. Pode não ter o encanto de Sagan, a irreverência de Contador, o mediatismo de Froome ou os dotes de Quintana nas subidas, mas está sempre lá, e não falha. Que mais pode querer uma equipa?

A generalidade dos portugueses têm com Valverde, uma relação de amor ódio. Ficou-nos sempre atravessada aquela etapa do Tour em que também Rui Costa teve que esperar por um Valverde descolado. Compreendeu-se tudo mais tarde, até o facto de um rapaz chamado Nairo Quintana, ter sido o único poupado no trabalho de recolagem frustrada ao grupo da frente. No fundo até acabou por sair a sorte grande a Rui Costa nessa etapa, com dividendos colhidos mais tarde.

Valverde merece que esperem por ele quando está em dificuldades o que raramente acontece. Corre todo o ano, tem vitórias, pódios e é raro não fazer pelo menos um top-ten em todas as corridas em que participa, sejam “pequenas” voltas, grandes voltas (onde fez pódio em todas) e clássicas, enfim, um verdadeiro todo o terreno, como já há poucos.

Pode ser também um equipier de luxo. Na última Vuelta, numa das últimas e decisivas etapas acalmou os ânimos da Movistar que até aí atirava a tudo o que mexia. No fundo foi dizer aos colegas, organizando-os, “assim não chegamos ao fim da etapa, e mais para a frente já não vamos conseguir defender a liderança do Quintana”. Até as movimentações de etapa acalmaram. A experiência e bom senso no seio de um grupo, qualquer grupo, vale muito, e experiência e calculismo não faltam a Valverde.

Teve o seu nome, como muitos, envolvido na famigerada Operacion Puerto, que viu a montanha parir um rato. O único dom dessa “operação”, e até nem será pequeno, foi fazer-nos ver realmente quem era e é bom. Alguns desapareceram do mapa, outros, como Valverde, continuam a mostrar a qualidade que sempre tiveram.
Falta um campeonato do mundo no seu palmarés, porventura, outra grande volta, talvez um Giro. De qualquer forma, se pedirmos a alguém que forme uma equipa Worldtour, não olhando a despesas, em quase todas as opiniões, senão mesmo todas, recolhia-mos o nome de Alejandro Valverde. Até podíamos oscilar entre Froome, Quintana, Contador, Nibali ou outro na nossa constituição de equipa, mas Valverde estaria lá.
Luís Gonçalves

4 comentários a “ALEJANDRO VALVERDE, O MELHOR DO MUNDO”

  1. Sim é uma opiniao e vale o que vale. Valverde nao consegue ganhar um Tour, mas ganha corridas que outros gostariam de ganhar e nao conseguem, assim tipo Froome, Contador, Quintana, so para falar de alguns.

  2. Melhor do mundo?
    Com Contador, Froome, Quintana, Cancellara, Sagan e tantos outros em atividade?
    Respeito a sua opinião, mas a minha em relação a isso é:
    – Jamais…

  3. É uma opinião e tem o valor que tem. Agora considerar o melhor do mundo a quem não consegue vencer um Tour ou um Giro é confundir muita coisa, é a minha opinião e vale o que vale!

Os comentários estão fechados.