“Chicotada psicológica” na Silence-Lotto

A Silence-Lotto despediu Tom Steels, treinador de grande parte dos ciclistas da equipa. Os maus resultados, traduzidos em apenas uma vitória de etapa em 2009, terão estado na base da decisão. O antigo corredor e agora técnico baseava os seus treinos num sistema que combina a medição da frequência cardíaca e da potência e que não deu os frutos esperados. A conhecida rivalidade entre a Silence-Lotto e a Quick Step agudizou a impaciência dos responsáveis pela Silence-Lotto, já que os rivais continuam a vencer corridas importantíssimas – Tour de Flandres e Paris-Roubaix, por exemplo -, ao passo que Cadel Evans e companhia não obtêm os resultados expectáveis.