José Azevedo homenageado pela carreira ímpar

A carreira de José Azevedo e o prestígio dos seus desempenhos para o ciclismo português valeram ao ciclista vilacondense o reconhecimento da Federação Portuguesa de Ciclismo, que ontem o homenageou num almoço-convívio, em Santarém, no âmbito do Festival Bike.

A placa celebratória foi entregue ao corredor que este ano pôs fim à sua carreira profissional pelo presidente da Federação Portuguesa de Ciclismo, Artur Lopes, e pela antiga glória do ciclismo nacional Alves Barbosa.

Em declarações aos jornalistas, José Azevedo declarou-se orgulhoso da carreira que construiu. “Estou orgulhoso pelo que consegui. Se tivesse ganho uma Volta a Portugal estaria satisfeito, até porque o meu regresso a Portugal tinha esse objectivo, foi uma aposta pessoal”, disse o antigo braço-direiro de Lance Armstrong, acrescentando: “Não há frustração, porque tentei, simplesmente houve ciclistas melhores que eu”.

A cerimónia que homenageou José Azevedo foi também palco da celebração do triunfo de Portugal na Taça das Nações e da entrega dos prémios dos rankings de sub-23, juniores e cadetes. Para estes jovens, José Azevedo deixou a receita do sucesso: “trabalho, honestidade e muita dedicação”.

Finda a carreira de corredor, José Azevedo ruma em 2009 ao Algarve, na companhia de Orlando Rodrigues, passando ambos a integrar a equipa técnica do Palmeiras Resort-Tavira, comandada por Vidal Fitas.

[Gallery=9]