Bardet salvou a honra dos franceses e já é segundo

O francês Romain Bardet salvou , hoje, a honra gaulesa e, de uma assentada não só ganhou a etapa, como também subiu ao segundo posto da geral individual.

O ciclista da AG2R já tinha demonstrado, a par com Richie Porte serem os homens mais valentes do top ten da geral individual e, numa etapa dificil, com condições climatéricas que a tornaram ainda mais dura , o seu valor veio à tona, demonstrando ainda a sua garra e querer, fatores importangtes para quem quer pertencer ao grupo de elite do ciclismo  mundial.

Hoje, Rui Costa tentou mais uma vez um triunfo de etapa, fez parte de um grupo de 20 ciclistas que partiu à procura da glória, logo nos kms iniciais, mas os seus intentos foram improfícuos, pois quando os homens fortes procuram um triunfo  é muito dificil uma fuga ter êxito. Bardet atacou no inicio da subida, a 12 kms da meta Froome caiu, mas sem problemas de maior, enquanto Bardet deixava Rui Costa para trás a 3 km da meta e caminhou para um triunfo que encheu a França de orgulho.

Ainda ontem, o Luis Gonçalves aqui falava dos franceses e dos seus insucessos,  e eles ou parece que o ouviram, ou insurgiram-se contra as suas palavras. Com um homem no pódio, Bardet é segundo, hoje foi o dia das hecatombes . Adam Yates esteve mal, acusou o esforço dos dias anteriores e perdeu, pelo menos para já, um lugar entre os três primeiros, para onde regressou Nairo Quintana, agora terceiro mas, mesmo assim, a revelar-se como a grande desilusão deste Tour. Bauke Mollema baixou para um lugar mais de acordo com as suas potencialidades, é agora o ultimo do quadro de honra da prova.

Amanhã os homens fortes do Tour jogam a sua ultima cartada, com Richie Porte a querer entrar para o pódio, que lhe pertenceria, por direito próprio, se o destino, por vezes não se escrevesse por linhas tortas.