Asturias: quem cá vem , dificilmente não se esforça por cá voltar

A Vuelta a Asturias é uma prova emblemática do ciclismo em Espanha. Pela décima vez estivemos em Oviedo, local de inicio e final de todas as Vueltas, com mais ou menos ciclistas, com mais ou menos equipas renomadas, com mais ou menos triunfos, mas sempre com a mesma beleza.

Na verdade, as Asturias, Paraiso Natural, é para nós uma das regiões da Europa com mais e melhores condições para a prática do ciclismo. Primeiro pela beleza das suas paisagens, segundo pelas montanhas longas e empinadas, terceiro pelo manancial de estradas secundárias, onde o trânsito praticamente não existe.

mendo

A Vuelta a Asturias é uma prova antiga, tal como muitas que existem ou existiram por toda a Europa,  que vai resistindo à erosão do tempo, mas vai permanecendo com a esperança de que melhores dias virão.  Arriscamos mesmo  a dizer que quem cá vem pela primeira vez, dificilmente não se esforça por cá voltar, tal é a brancura e frescura das suas águas correntes, manancial de trutas e salmões, a verdura das suas encostas inclinadas, onde cabras e vacas pastam isoladas do mundo, e montanhas que terminam pintadas de branco .

mend1

A prova já teve seis dias, nos bons velhos tempos em que D. Julio Alvarez Mendo a organizava, com um carinho especial de uma pessoa querida na região. A presença das equipas era generosamente recompensada,  no meio de duas palavras e de um cigarro.

Hoje em dia, algumas dessas pessoas que o acompanharam ainda por cá andam, e Cristina Mendo, a atual organizadora, tenta manter a  chama bem viva, apesar da crise, fazendo recordar o pai,  mantendo, através da Vuelta a Asturias, a perpetuação da sua memória.

De seis dias passou para um. No ano transato, teve dois dias e, este ano, já vai em três, a Vuelta a Asturias está para durar, falta saber até quando.

José Santos

1 comentário a “Asturias: quem cá vem , dificilmente não se esforça por cá voltar”

  1. olá parabéns pelo excelente trabalho. mais um excelente artigo, depois de o ler gostaria de sugerir um artigo em que falassem de provas (independente dos dias,países) que já não existem e que gostassem que voltassem. e outro com zonas do nosso país que poderiam dar mais provas ou mais etapas para provas já existente por serem excelentes para o nosso portugal.
    obrigada,continuação do bom trabalho
    Grande abraco

Os comentários estão fechados.