O “LEICESTER” DA VOLTA A FRANÇA

Quem acompanha o fenómeno desportivo, designadamente o futebol, sabe que o Leicester, modesto clube inglês (modesto, em Inglaterra!) tem francas possibilidades de se sagrar campeão, algo que ninguém esperaria no inicio da época. A surpresa é maior em países como Portugal, onde existe o campeonato (com longevidade) com menos campeões diferentes: cinco. O Leicester pode ser o vigésimo quarto campeão inglês.

Mesmo assim, ao que consta, quem tivesse apostado, no início da época € 50, no Leicester, pode ganhar agora, nalgumas casas de apostas, cerca de € 250.000.

Tendo em consideração os números, suscitou-me alguma curiosidade, neste momento e com os ciclistas disponíveis nas várias casas de apostas, saber quem seria o “Leicester” da Volta a França. Lá iremos.

Antes os potenciais vencedores.

As casas de apostas continuam a considerar Froome como o principal candidato, valendo apenas, no máximo previsto, € 2,20 por cada euro investido. Segue-se Quintana, Contador, Aru, este já a valer € 12, Porte, Nibali, Pinot, Van Garderen, € 85 para Valverde e, a completar os dez mais, Tom Dumoulin, já perto do cem euros.

A vitória de Rui Costa está actualmente avaliada em € 301, por cada euro investido, sendo o mesmo número previsto para Rigoberto Uran.

Mesmo assim, bem à frente da soma prevista para Pozzovivo (€ 401) ou Kwiatowsky (€ 601) que curiosamente aparece com o mesmo valor atribuído a Peter Sagan.

A lista é longa e os valores bem diferentes, portanto, avançando vários nomes, chegamos ao tal “Leicester” da Volta a França 2016.

Quem apostar, agora, 1€ na vitória, à geral, de Mark Cavendish, pode ganhar no final da Volta a França, € 3.501. Ou seja, se “investir-mos” 10 €, no Cavendish, esperam-nos 35.010 euros. Tentador?!!
Luís Gonçalves

One thought on “O “LEICESTER” DA VOLTA A FRANÇA”

Os comentários estão fechados.