Corridas do Mundo

Tour de L’Ain – La Route do Progrès
Num país como a França, o ciclismo não pára após a prova-rainha, o Tour. A prova disso é que, duas semanas depois do final da Grande Boucle, as estradas gaulesas continuam a ser palco de animados despiques sobre rodas. Este ano, de 10 a 13 de Agosto, corre-se a vigésima edição do Tour de L’Ain – La Route do Progrès. Trata-se de uma corrida que começou em 1989 aberta apenas a amadores e que, a partir de 1993 passa a permitir a compita, lado a lado, a profissionais e a amadores. Marcada por bastante dureza, é uma prova para trepadores, tendo na ascensão ao Grand Colombier, o seu ponto nevrálgico e mítico, ainda que só tenha sido introduzido na rota em 1999. Desde 2005, o Tour de L’Ain faz parte do Circuito Continental Europeu e tem assistido à vitória de corredores de equipas de primeiro nível, como é o caso dos vencedores dos dois últimos anos, John Gadret e Cyril Dessel, ambos do mesmo colectivo ProTour, a Ag2r Prévoyance.

Clássica Los Puertos
Prova espanhola de um dia que integra o calendário do Circuito Continental Europeu com a categoria 1.1. Trata-se de uma clássica em que, como o nome indica, a montanha marca presença, através das serras de Guadarrama, nos arredores de Madrid. Esta corrida começou a disputar-se em 1970 e já cumpriu 30 edições. Entre os vencedores estão alguns dos melhores ciclistas espanhóis das últimas décadas, destacando-se Miguel Indurain, Pedro Delgado ou Laudelino Cubino entre aqueles que ali triunfaram. No ano passado a vitória sorriu a uma equipa portuguesa, já que Héctor Guerra, da Liberty Seguros, foi o mais forte. Refira-se ainda que foi nesta prova, em 2007, que José Pecharromán foi apanhado nas malhas do doping, o que lhe valeu o despedimento pelo Benfica. No pelotão português, além de Guerra, há outros dois corredores que já ergueram os braços em Guadarrama, Francisco Mancebo (2000) e Rubén Plaza (2006). Em 2008 corre-se no dia 24 de Agosto.

Eneco Tour
A Volta ao Benelux deixa este ano – 20 a 27 de Agosto – de fora o Luxemburgo, disputando-se apenas nas outras duas nações que dão nome à região: Bélgica e Holanda. As quatro primeiras jornadas competitivas decorrem na Holanda, estando as quatro derradeiras marcadas no mapa belga. Esta prova, patrocinada pela companhia de energia Eneco, tem uma curta história, já que a primeira edição data de 2005. No entanto, soube desde cedo assumir-se como uma prova com alguma relevância na região e faz mesmo parte do calendário ProTour. O seu percurso é marcado pelas paisagens do centro da Europa, onde predominam as planícies e as pequenas colinas, sem grandes desafios montanhosos. Os sprinters e os contra-relogistas são aqueles que mais hipóteses têm de brilhar nesta corrida. Isso mesmo se percebe olhando para o livro de honra do Eneco Tour. O corredor com mais vitórias de etapas é um sprinter, Tom Boonen. Os vencedores das três edições já realizadas são excelentes contra-relogistas: Bobby Julich (2005), Stefan Schumacher (2006) e José Iván Gutiérrez (2007).