Hot! Comentário/ Opinião : ainda o passaporte biológico

Concordo plenamente com Luis Gonçalves…

O passaporte biológico faz-me lembrar os infalíveis cães pisteiros do caso MADDIE …nunca falhavam e afinal parece-me que não é assim.

O passaporte assenta numa verificação, penso eu, de alguns atletas testados em pleno estado de saúde.Foi elaborado por um grupo de interessados, penso eu em punir, sem que houvesse um grupo neutro.

Muito hipocritamente ,quando o atleta é indiciado, sugere-se que aborde o médico de família, no sentido de justificar as alterações verificadas, como se o médico de família alguma vez tivesse ouvido falar em tal fantasma.Mas se o médico de família justificar estão-se nas tintas para a justificação… sim porque o médico de família é um nabo comparado com uns Srs que nunca exerceram nem são médicos…

Os hematologistas são da mesma opinião.

Quem lida ,como eu, há 36 anos, com variáveis fisiológicas, sabe bem do que fala. Quantos indivíduos eu tinha matado se confiasse nos PSAs… quantas anemias não diagnosticaria se não fizesse a critica do hemograma à luz da medicina e não à luz da filosofia antidopagem…

Também ,como médico muito ligado ao desporto, e atento ao fenómeno tenho verificado alterações, que felizmente, não foram detetadas pelos senhores do doping referentes a atletas que seguramente nada fizeram…e mais,se esses atletas falassem comigo no facebook estariam feitos ao bife…eu sei do que falo…por isso recomendo aos meus amigos que não divulguem a amizade, porque muito provavelmente iriam entrar no role dos perseguidos.Tenho sugerido que procurem os soigneurs que exercem atos médicos debaixo da escada.Mas como pode haver médicos no desporto se ficam logo conotados com atos ilícitos tendo sido até a entidade máxima a primeira a insinuar que os médicos estão no ciclismo para dopar os atletas…

Pena é que os atletas não tenham o apoio do pai da MEDDIE e outro galo cantaria.

Há um atleta que foi punido com a seguinte arbitragem: a Federação não sabia como decidir mediante o exposto pela defesa e pela acusação. Indigitou um médico neutro que,salvo estar errado, pouco perceberá de hematologia e ao que dizem,não sei se é verdade, está casado com uma funcionaria do laboratório interessado..isto é o que ouvi
O parecer do perito foi que concordava com a acusação…não sei se com fundamentos… É o que temos e o que os atletas aceitaram com assinatura…

A mim choca-me porque consigo ir um pouco mais além!

Benjamim Carvalho

2 Comments

Comments are closed.

  1. Boa noite,

    Como ex-ciclista e adepto da modalidade nunca percebi o passaporte biológico…

    Nunca vi, nem nunca ninguém se soube indicar, os parâmetros/valores que são tidos em consideração para considerar um desvio anómalo.

  2. Parabéns Doutor.
    Eu conheço-o e o senhor conhece-me. Fala quem sabe e felicito-o por isso.
    Há que eliminar os “compadrios” que (des)graçam por todo o lado e “correr” com os incompetentes que pululam nas entidades desportivas deste país, que já cheira a podre.

    Manuel Azevedo