Histórico, histórico Rui Costa campeão do mundo

rui

Histórico, histórico e emocionante Portugal tem um campeão do Mundo . O maior do mundo, Rui Costa conseguiu hoje, em Itália o maior feito do ciclismo nacional, conseguindo um título que nunca ninguém conseguiu e de uma forma fria, fria, que quase ia custando um boa dose de ataques cardíacos, a todos os portugueses que assistiram aos últimos quilómetros deste Mundial . Uma parte final nunca vista, do ponto de vista competitivo, com quatro ciclistas fortes, os mais fortes do pelotão a discutirem entre si, com ataques atrás de ataques, depois de Rigoberto Uran, que também fazia parte do grupo ter sido vitima de queda, que o arrumou dos lugares cimeiros.

Nacionalismos à parte, foi excelente a corrida de Joaquim Rodriguez, foi o mais forte, atacou por várias vezes nos últimos cinco kms, com Rui Costa atento explorando as potencialidades de Vicenzo Niballi que, a correr em casa queria a todo custo a camisola arco íris.

Conservando a calma , explorando os seus colegas de fuga, Rui Costa resguardou-se e atacou quando Joaquim Rodriguez estava num terreno pouco propício às suas características, os últimos três kms eram a rolar, aproveitando um parar de pedais de Niballi com Valverde manietado, porque levava o seu colega de equipa na frente, mas que deveria ter saído quando Rui atacou. Um facto que provocou amuos entre os dois ciclistas espanhóis, que se contentaram com os lugares secundários, normalmente os piores neste tipo de provas.

podium

Quem acabou por decepcionar foram os belgas, que não se intrometeram na corrida , desaparecendo no momento decisivo, passando ao largo da corrida, isto para não falar nos holandeses que nem sequer foram vistos. Um Mundial estranho, porquanto duro, que limitou muito o lota de favoritos, reservando o pódio para ciclistas duros, tipo todo o terreno, mas com uma ponta de velocidade.

Niballi e Rodriguez terão sido os mais fortes, mas neutralizaram-se mutuamente, deixando o campo aberto para um ciclista taticamente irrepreensível, como Rui Costa, que passou por pequenas dificuldades na ultima subida, mas aguentou pois sabia que era a oportunidade da sua vida.

Com um curriculum invejável, Rui Costa passou a ser considerado, em definitivo como um dos melhores do mundo e, doravante, a sua presença em qualquer prova do mundo será devidamente referenciada, pois o estatuto de Campeão do Mundo assim o obriga.

Foi um triunfo sem igual : “ Não pensava ganhar este Mundial, estava bem preparado mas não pensava ganhar .” dizia um Rui Costa eufórico e algo atónito no final da prova.

Quando o quarteto se formou nos últimos doze kms para o fim, Rui Costa era o principal favorito, muito embora o duo espanhol pudesse ser um grande óbice. Niballi que foi vitima de uma queda e recolou ao pelotão de forma pouco ortodoxa, foi o seu principal aliado. Sem Niballi, reconheçamos, dificilmente Rui seria campeão do mundo.

Niballi foi o carrasco de Rodriguez e não Rui Costa, as lágrimas de Rodriguez no pódio mostravam bem a sua amargura e a raiva com tudo o que lhe aconteceu. Quando Rui Costa chegou ao seu lado a cerca de mil metros para a linha de chegada, Purito sabia que tinha perdido aí o seu Mundial. De trás não veio ajuda, Valverde estava impotente, sem força para tanto andamento. Num ápice, Rui Costa apanhou Purito, aguardou para atacar e venceu sem dificuldade, numa luta a dois. Portugal conquistava o seu primeiro título mundial e o ciclismo nacional uma grande lufada de ar fresco, que pode ajudar a impulsionar a modalidade para altos voos.

No final, no pódio Rui Costa foi o padrinho do primeiro ato cerimonial do novo presidente da UCI, Brian Cookson, que lhe envergou a camisola arco íris e a respetiva medalha de ouro.

Por seu turno, Tiago Machado terminou a prova no 36º lugar a dois minutos do seu colega de seleção, enquanto André Cardoso acabaria por abandonar.

PRESIDENTE DA REPUBLICA FELICITOU RUI COSTA

O Presidente da República, Cavaco Silva já felicitou Rui Costa. Numa mensagem divulgada no site da Presidência da República, Cavaco Silva enaltece o «extraordinário resultado alcançado», considerando que a «vitória obtida é sinónimo de muito trabalho, dedicação e determinação, fatores essenciais ao êxito desportivo».

«O título que alcançou vem confirmar um percurso consolidado, uma carreira caracterizada, nos últimos meses, por vários triunfos em provas nacionais e internacionais», acrescenta o chefe do Estado. «Aceite os meus parabéns e os desejos sinceros de muitas felicidades pessoais e desportivas», termina Cavaco Silva.

Classificação:
1 150 FARIA DA COSTA Rui Alberto POR 7:25:44 +0
2 13 RODRIGUEZ OLIVER Joaquin ESP m.t.
3 16 VALVERDE BELMONTE Alejandro ESP 7:25:59 +15
4 17 NIBALI Vincenzo ITA m.t.
5 119 GRIVKO Andriy UKR 7:26:15 +31
6 79 SAGAN Peter SVK 7:26:18 +34
7 61 CLARKE Simon AUS m.t.
8 152 IGLINSKIY Maxim KAZ m.t.
9 1 GILBERT Philippe BEL m.t.
10 90 CANCELLARA Fabian SUI m.t.
11 48 MOLLEMA Bauke NED m.t.
12 172 NORDHAUG Lars Petter NOR m.t.
13 12 MORENO FERNANDEZ Daniel ESP m.t.
14 109 GESCHKE Simon GER m.t.
15 30 HENAO MONTOYA Sergio Luis COL m.t.
16 22 SCARPONI Michele ITA m.t.
17 20 POZZATO Filippo ITA 7:26:49 +1:05
18 59 VICHOT Arthur FRA m.t.
19 105 PATERSKI Maciej POL m.t.
20 170 BOASSON HAGEN Edvald NOR m.t.
21 144 FUGLSANG Jakob DEN m.t.
22 203 KONOVALOVAS Ignatas LTU 7:27:10 +1:26
23 6 VAN AVERMAET Greg BEL m.t.
24 137 TROFIMOV Yury RUS m.t.
25 51 WEENING Pieter NED 7:27:28 +1:44
26 88 STYBAR Zdenek CZE 7:27:43 +1:59
27 177 SARAMOTINS Aleksejs LAT 7:27:45 +2:01
28 52 BARDET Romain FRA m.t.
29 5 PAUWELS Serge BEL m.t.
30 174 KVASINA Matija CRO m.t.
31 72 HOWES Alex USA m.t.
32 145 SORENSEN Chris Anker DEN m.t.
33 99 GOLAS Michal POL m.t.
34 28 ATAPUMA HURTADO Darwin COL m.t.
35 29 BETANCUR GOMEZ Carlos Alberto COL m.t.
36 151 MACHADO Tiago Jose Pinto POR m.t.
37 74 STETINA Peter USA m.t.
38 130 DENIFL Stefan AUT 7:27:49 +2:05
39 107 BURGHARDT Marcus GER 7:29:24 +3:40
40 128 POLANC Jan SLO m.t.
41 34 URAN URAN Rigoberto COL 7:30:11 +4:27
42 108 DEGENKOLB John GER 7:30:37 +4:53
43 135 CHERNETSKI Sergei RUS 7:30:39 +4:55
44 58 ROUX Anthony FRA m.t.
45 93 RAST Gregory SUI 7:32:08 +6:24
46 164 LOVKVIST Thomas SWE 7:33:11 +7:27
47 205 NECHITA Andrei ROU 7:33:50 +8:06
48 8 CASTROVIEJO NICOLAS Jonathan ESP m.t.
49 110 MARTENS Paul GER m.t.
50 56 PINOT Thibaut FRA 7:34:53 +9:09
51 25 VISCONTI Giovanni ITA 7:34:59 +9:15
52 100 HUZARSKI Bartosz POL 7:35:20 +9:36
53 96 WYSS Danilo SUI 7:37:04 +11:20
54 83 BARTA Jan CZE m.t.
55 112 WEGMANN Fabian GER m.t.
56 55 MOINARD Amael FRA m.t.
57 2 BAKELANTS Jan BEL m.t.
58 102 MAJKA Rafal POL 7:38:39 +12:55
59 54 GAUTIER Cyril FRA 7:40:55 +15:11
60 46 KELDERMAN Wilco NED m.t.
61 60 VOECKLER Thomas FRA m.t.

11 comentários a “Histórico, histórico Rui Costa campeão do mundo”

  1. Eu sou daqueles que já acompanham o ciclismo desde uns 20 anos para cá. Tenho assistido à falta de apoios que o ciclismo nacional tem tido, à falta de cobertura mediática das provas, enfim, à luta que a modalidade tem tido para recuperar a grandiosidade de outros tempos.
    Caramba, eu não vi a prova em directo, mas quando o meu pai me ligou a dar a notícia, nem queria acreditar. Foi um grito de alegria e ao mesmo tempo de revolta. Só pensei: e agora Campeão do Mundo, será suficiente para ganhar destaque nas primeiras páginas?
    Rui, se leres isto: PARAbÈNS!!!! Nunca como agora um grito de apoio “Força Campeão” te assentou tão bem! 😉

  2. Obrigado Dr. Artur Lopes, pelo Campeonato do Mundo conquistado pelo Rui Costa!
    É notório que o ciclismo português nunca esteve tão bem, quer seja na estrada com este CM do Rui, quer seja na pista com a medalhas conquistado no CE e no CM em Juniores, quer seja no BTT (aqui é mais a percepção oficial da FPC que ao longo da época tem batido resultados, mas é a oficial…).
    Se não fosse o Dr. Artur Lopes este resultados não seriam possíveis e os resultados do Sr. Delmino serão sempre piores.
    Um abraço de amizade a todos os meus amigos.

  3. Tenho um novo idolo… Rui Costa, não o futebolista que tambem fez e bem pelo desporto Nacional, mas o Rui Costa ciclista me impressionou mais, por varias razões;
    Primeiro, porque o ciclismo em Portugal não é desporto rei, é mais uma modalidade, ás vezes mal vista e desrespeitada pelos automoblistitas etc…

    Segundo pela falta de apoio que o ciclismo e cicloturismo tem pela autarquias clubes que só investem no futebol, mas que tinham o ciclismo como porta estardare no passado ex: Benfica Sporting Boavista etc..

    Terceiro, pela qualidade de Investidores e directores desportivos que podiam fazer mais e melhor pelo ciclismo Nacional, Porque não criar uma seleção(equipa portuguesa) os eles ao nivel do Rui, penso que era possivel.

    Parabens Rui, Viva Portugal, e todos aqueles que pedalam na Estrada.

  4. Incrível! fabuloso! O Rui, para além do espectacular momento de forma, provou uma inteligência de Einstein!
    Quando o Purito vê o Rui a colar-lhe na roda a 600 metros do fim e a lá ficar com aquela frieza de exterminador implacável, deve ter ficado com o sangue gelado!
    Como é que o Nibali recolou ao pelotão?
    Que sucessos nacionais é que o Rui Costa teve nos últimos meses? O nosso Presidente da República percebe mesmo disto…
    Parabéns ao Jornal Ciclismo por diariamente nos manter o bichinho do ciclismo a mexer

  5. Simplesmente extraordiário, agora pela Lampre era bom ver-lo nao no Tour, mas no Giro ou na Vuelta, que seria bem mais facil para ele vencer e no ano seguinte era atacar o Tour com tudo. Parabéns Rui. Curiosamente já é a 2ª vez que um tal de Rui Costa (outro que não este) brilha em Florença,

  6. Grande Rui.
    Agora vão aparecer as felicitações de quem nada fez, não faz, nem fará nada pelo nosso ciclismo.
    Obrigado Rui

  7. Espero que isto seja suficiente para por de pé a próxima edição da Volta ao Algarve.

    Não estou a ver melhor argumento para convencer os patrocinadores que a possibilidade de trazer um português a correr a Portugal com a camisola arco-íris de campeão do mundo.

    Eu não quero acreditar que temos um campeão do mundo e não vou poder ver ao vivo a sua camisola. De que é que serve esta vitória então…

  8. Grande vitória do Rui, inteligente como sempre, a atacar no momento em que tinha de o fazer e a sobrepor-se a uma corrida irrepreensivel da armada espanhola que só falhou no ultimo km.

    Com Purito na frente, cabia a Nibali e Rui ir em busca e a Valverde apenas sair na roda de quem fosse em busca de Purito. Acontece que, por menosprezar Rui Costa ou por ter algum problema com Purito ou até para não deixar Purito ficar com os louros de uma vitória, Valverde deixou-se ficar…aqui decidiu o vencedor…Quando Purito vê o Rui a chegar e não vê Valverde, perde o Mundial…tudo lhe deve ter passado pela cabeça…mas Valverde só tinha de estar ali também…não estava e ainda bem…aproveitou o Rui e transformou-se no melhor ciclista português de todos os tempos…

  9. Fantástico! O maior, ou dos maiores, a par dos pódios de Agostinho no Tour e a prata olimpica de Paulinho, feito da história do ciclismo português, e com uma equipa de apenas 3 elementos; notável! De josé Bento Pessoa a Rui Costa Portugal é terra de corredores de mérito e agora com título a condizer. Que este resultado possa servir como o impulso que faltava para o ciclismo português sair do quase-anonimato internacional e abrir ainda mais as portas para os corredores, provas, e equipas nacionais; oxalá o país desportivo esteja à altura e não desperdiçe esta oportunidade. Parabéns.

Os comentários estão fechados.