“Duas Margens, Duas Rodas” junta quase um milhar a pedalar

Realizou-se ontem, mais uma edição do “Dia Europeu sem carros”, uma iniciativa que por esse país fora promoveu várias iniciativas, onde a bicicleta esteve presente em força.

Em Lisboa, numa iniciativa conjunta da Federação Portuguesa de Cicloturismo e Utilizadores de Bicicleta (FPCUB), Câmara Municipal de Almada e Câmara Municipal de Lisboa realizou o passeio “Duas Margens, Duas Rodas”, cujo objetivo alem de promover o Dia, foi uma forma de continuar a reivindicar condições e segurança, conforto para todos os utilizadores de bicicleta nas cidades, e uma redistribuição dos espaços públicos e rodoviários, que aumentam assim as opções por outras formas de mobilidade, ao mesmo tempo que proporcionam uma qualidade de vida urbana para todos.

O evento que teve início em Lisboa, junto à estação de comboios Areeiro/Roma, concentrou centenas de participantes, estavam inscritos 789 participantes, mas ao longo do trajecto muitos mais foram os que se inseriram na longa caravana.
O passeio iniciou-se pelas 15.40, entrando na Av. De Roma, Av. João XXI, Campo Pequeno, Av. Da Republica, Saldanha, aqui a primeira paragem para reagrupar, já que o longo pelotão estendia-se pela Av. Da Republica, e Av. João XXI. Recomeçando as pedaladas, entraram pela Av. Fontes Pereira de Melo, Marques de Pombal, Av. Da Liberdade, esta ficou repleta de ciclistas, entre o Marques e os Restauradores, entupindo assim o trânsito naquela bonita Avenida da Capital, Com a passagem pelo Rossio, Terreiro do Paço e Cais do Sodré, foi tempo de apanhar o Ferry, atravessando assim o Rio Tejo até Cacilhas, aqui a festa era imensa, animação de rua esperava os participantes, com muita música, jogos, exposições, divertimentos diversos, um sem fim de animação popular, sendo distribuídas águas e fruta a todos.

Com a junção de mais amantes da bicicleta, pelas 17 horas dava-se início à segunda parte do passeio, o longo pelotão pedalou rumo à Cova da Piedade, e à Base Naval do Alfeite, aqui os utilizadores de bicicleta tiveram o privilégio de terem uma visita guiada á Base do Alfeite, sendo sem dúvida um dos momentos altos do trajecto. De regresso à estrada, foi altura de dar uma volta pela cidade de Almada, com o final das pedaladas a ocorrerem pelas 18,30 na rua Cândido dos Reis em Cacilhas, onde os participantes foram presenteados com um saco, algumas lembranças, e uma bebida, sendo recebidos novamente com muita animação, e muitas pessoas a aplaudir, numa festa que durou o resto da tarde e noite dentro.

Ouvido no final pela nossa reportagem, o Presidentes da FPCUB referenciava; “ Esta foi mais uma manifestação popular onde a bicicleta foi rainha, tivemos aqui não só pessoas que utilizam a mesma como desporto, mas sim aqueles que a utilizam como meio de deslocação, tivemos aqui pessoas de diversas idades, famílias completas, muitas senhoras a pedalar, crianças, tivemos aqui um pouco de tudo, o que nos deixa satisfeitos, este ciclo-passeio intermargens entre Lisboa e Almada foi um sucesso, o número de pessoas inscritas era agradável mas, ao longo do passeio muitos foram os que se juntaram, o que superou tudo e todos”.

Comentário:

Neste que foi mais um “Dia Europeu sem Carros”, este passeio marcou sem dúvida que nele participou. Ao longo do trajecto era uma multidão imensa, muitas vezes senti dificuldades, via-se bicicletas por todos os lados, nas paragens que fiz para fotografar, quando tentava chegar à cabeça do pelotão mesmo de mota, era difícil, mas ao mesmo tempo bonito de ver.

O tempo estava excelente, dando assim ainda mais animo, o percurso muito acessível, ligou as duas margens pelos locais mais emblemáticos, a passagem pela Base do Alfeite, essa foi das que marcou ainda mais os participantes, porem a animação em Cacilhas completava tudo e todos, o que tornou este evento sem dúvida inesquecível para todos os que participaram, onde tiveram também neste dia algumas vantagens, a de o percurso incluir viagens gratuitas de ligação tanto no comboio da Fertagus como nos barcos da Transtejo.

Texto e fotos: José Morais