Volta ao Algarve: Heinrich Haussler vence primeira etapa em Olhão

Heinrich Haussler venceu em Olhão / Jornal Ciclismo
Heinrich Haussler venceu em Olhão / Jornal Ciclismo

O alemão Heinrich Haussler (Cervélo Test Team) é o primeiro líder da Volta ao Algarve, fruto da vitória na primeira etapa da competição, que hoje ligou Albufeira a Olhão, ao longo de 173,6 quilómetros. Numa apertada e veloz discussão ao sprint, o germânico demonstrou que o grande desempenho na recente Volta ao Qatar não foi obra do acaso e bateu toda a concorrência. Bruno Lima (Madeinox-Boavista), na oitava posição, foi o melhor corredor português.

A primeira fuga desta edição da Volta ao Algarve aconteceu logo ao quilómetro cinco. Thomas Berkhout (Rabobank), Hélder Oliveira (Barbot-Siper), Sérgio Sousa (Madeinox-Boavista), Wiliam Frischkorn (Garmin-Slipstream), Pedro Lopes (CC Loulé-Louletano-Aquashow), Matheus Pronk (Vacansoleil) foram os pioneiros das fugas na Algarvia de 2009.Perante a apatia do pelotão, a diferença para a frente de corrida cifrava-se em 8m00s na primeira meta volante do dia, em São Bartolomeu de Messines, onde Sérgio Sousa passou na frente. O ciclista tirsense seria segundo na meta volante de Loulé, atrás de Pedro Lopes, garantindo a liderança desta classificação. A luta pela camisola da montanha travou-se entre Wiliam Frischkorn e Hélder Oliveira, que terminaram a jornada empatados. A liderança foi para Wiliam Frischkorn, mercê de um melhor lugar na geral, finda a tirada.

Já dentro dos últimos 40 quilómetros quebrou-se o entendimento na cabeça de corrida, levando a um ataque de Pedro Lopes e de Thomas Berkhout, cuja iniciativa elevou a diferença em relação ao pelotão de 1m30s para 2m00s.

A fuga foi anulada quando faltavam menos de dez quilómetros para a chegada, numa altura em que o pelotão “voava” pelas estradas planas do Algarve. Na aproximação ao risco final, a Cervélo voltou a demonstrar ser uma séria candidata a equipa mundial que melhor prepara este tipo de chegadas e colocou Haussler em condições de ganhar, o que o alemão não enjeitou, superiorizando-se ao holandês Dennis van Winden (Rabobank) e ao basco Koldo Fernández (Euskaltel-Euskadi). O vencedor gastou 4h31m43s para percorrer os 173,6 quilómetros da etapa, à média de 38,334 km/h.

A forte concorrência forasteira não deu grandes hipóteses às equipas portuguesas. No entanto, a Madeinox-Boavista conseguiu colocar dois homens no pódio: Bruno Lima como melhor luso na tirada e Sérgio Sousa, líder das metas volantes. A montanha é comandada por William Frischkorn, ao passo que a geral por pontos é encimada pelo vencedor da etapa. Por equipas lidera a Team Columbia-High Road.

Classificação

 

 

1ª etapa: Albufeira – Olhão, 173.6 km

Média de 38,334 km/h

1º Heinrich Haussler (Cervelo), 4h31m43s

2º Dennis Van Winden (Rabobank), mt

3º Koldo Fernandez (Euskaltel), mt

4º Hans Dekkers (Garmin), mt

5º Alexandre Blain (Cofidis), mt

6º Bernhard Eisel (Columbia), mt

7º Wouter Weylandt (Quick-Step), mt

8º Bruno Lima (Madeinox-Boavista), mt

9º Peter Wrolich (Milram), mt

10º Wouter Mol (Vacansoleil), mt

11º Yoann Ofredo (Française des Jeux), mt

12º Martin Garrido (Palmeiras Resort-Prio-Tavira), mt

13º Marcel Sieberg (Columbia), mt

14º Benny De Schooder (An Post -Sean Kelly Team), mt

15º Michael Van Stayen (Rabobank), mt

Geral individual/Overall results

1º Heinrich Haussler (Cervelo), 4h31m33s

2º Dennis Van Winden (Rabobank), a 4s

3º Sérgio Sousa (Madeinox-Boavista), a 5s

4º Koldo Fernandez (Euskaltel), a 6s

5º Pedro Lopes (CC Loulé-Louletano-Aquashow), a 7s

6º Wiliam Frischkorn (Garmin), a 8s

7º Hélder Oliveira (Barbot-Siper), mt

8º Hans Dekkers (Garmin), a 10s

10º Bernhard Eisel (Columbia), mt

11º Wouter Weylandt (Quick-Step), mt

12º Bruno Lima (Madeinox-Boavista), mt

13º Peter Wrolich (Milram), mt

14º Wouter Mol (Vacansoleil), mt

15º Yoann Ofredo (Française des Jeux), mt

3 comentários a “Volta ao Algarve: Heinrich Haussler vence primeira etapa em Olhão”

Os comentários estão fechados.