Alberto Contador aposta no Giro e deixa Tour em espera

O espanhol Alberto Contador tem como primeiro objectivo a Volta a Itália, deixando a possível participação na Volta a França em stand by, já que a existência de recursos da absolvição para o Tribunal Arbitral do Desporto poderá impedi-lo de competir na corrida francesa.

Na entrevista difundida ontem à noite pela Veo7, o ciclista da Saxo Bank-Sungard revelou o calendário que já tem definido: Volta al Algarve, Volta a Múrcia, Volta à Catalunha, Volta a Castela e Leão, “possivelmente alguma clássica” e Volta a Itália.

Alberto Contador diz que o calendário para depois de Maio será decidido em função da evolução dos acontecimentos, não excluindo que a organização do Tour vete a sua presença. Por outro lado, um eventual recurso da UCI e da Agência Mundial Antidopagem para o Tribunal Arbitral do Desporto poderá anular a decisão da federação espanhola, castigando o corredor.

O presidente da UCI, Pat McQuaid admite o recurso, mas, diplomaticamente, diz que primeiro terá de analisar o dossiê completo, que lhe foi remetido pela federação espanhola. O dirigente máximo da modalidade avança, no entanto, que uma decisão será tomada no prazo de 30 dias, em diálogo com a Agência Mundial Antidopagem. Antecipando um recurso, McQuaid afirma que, nesse caso, pedirá rapidez ao Tribunal Arbitral do Desporto para que o desfecho aconteça antes da Volta a França.

O dirigente recusa-se a criticar a federação espanhola por ter ilibado Contador, mas dá uma alfinetada nas autoridades políticas de Espanha, lamentando as “pressões” do governo liderado por Rodríguez Zapatero, que, na semana passada, se pronunciou em favor da tese da defesa do ciclista.

1 comentário a “Alberto Contador aposta no Giro e deixa Tour em espera”

Os comentários estão fechados.