Sul-americanos dão cartas na Malásia

Os sul-americanos estão em grande forma e tomaram conta do Tour de Langkawi. O venezuelano Jonathan Mosalve (Androni Giocattoli) ganhou a quinta etapa, com final em alto, e o colombiano Libardo Niño (Le Tua Cycling Team) passou para a frente da geral individual. O português José Mendes (CCC Polsat) foi 13.º na tirada, subindo ao 12.º posto da geral, a 1m44s do líder.

Os 124,3 quilómetros, entre Tapah e Genting Hihlands, não apresentavam grandes dificuldades durante grande parte da viagem, mas culminavam com uma subida pontuável para o troféu dos trepadores. Na escalada estiveram melhor os homens da América do Sul. Jonathan Monsalve foi primeiro, com o mesmo tempo do segundo, Libardo Niño. A um segundo chegou o iraniano Mirsamad Pourseyedi (Azad University Cycling Team).

Niño está na dianteira da geral, tendo Monsalve a dois segundos e o italiano Emanuele Sella ( Androni Giocattoli) a 19 segundos. O anterior líder, o japonês Takeaki Ayabe afundou-se na tabela e está a mais de seis minutos.

A etapa de amanhã já não pode ser considerada de montanha, mas os 107 quilómetros que vão ligar Rawang a Putrajaya Loop estão repletos de topos e de sobe e desce.

1 comentário a “Sul-americanos dão cartas na Malásia”

Os comentários estão fechados.