Associação francesa de corredores contra controlos nocturnos

A União Nacional dos Ciclistas Profissionais (UNCP) de França manifestou-se contra a intenção da Agência Mundial Antidopagem (AMA) de realizar controlos surpresa durante a noite. “Há um limite para tudo, sobretudo para a indecência”, afirmou o presidente daquela associação de classe, Pascal Chanteur. O antigo ciclista avisa mesmo que a AMA “sofrerá resistência” por parte dos corredores caso tente aplicar os controlos tardios.

Num comunicado violento, citado pela France Press, a UNCP declara que os seus associados estão a atingir o ponto de situação, já que estão sujeitos ao passaporte biológico e têm de estar permanentemente localizáveis para controlos de surpresa. “Os corredores estão fartos de ser tratados como bandidos, sujeito à presunção de culpabilidade. Acima de tudo são pessoas e não meras cobaias”, protesta Pascal Chanteur.

A proposta da AMA está a gerar reacções diversas no meio velocipédico, embora a maioria aponte para a rejeição dos testes nocturnos, em nome do descanso dos ciclistas. As excepções públicas partiram do ciclista Mark Cavendish e do director-desportivo da Garmin-Transitions, Jonathan Vaughters, que concordam com a ideia da AMA.

14 thoughts on “Associação francesa de corredores contra controlos nocturnos”

  1. Este “vai já”, pela forma convicta que defende ataca, quem luta contra o doping, se pudesse apostar e se ele for atleta, diria que é um dopado do pior.
    O homem, tem lá calma, que estás a começar a dar as vistas

  2. É verdade! O Cavendish que vence tudo e mais alguma coisa, diz que não se importa com os contróis nocturnos, ao passo que aqui alguns, que o ponto alto das suas carreiras foi m top-10 na volta o bidão gigante, dizem-se incomodados com essas medidas….Deixa-me rir.
    Depois não percebo certos médicos, que evocam juramento de “Hipócrates”, para não fazerem abortos, nem eutanásia, mas no entanto, para ajudarem a lenta degradação física de um ciclista, provocada pelo consumo de doping, ai já não se lembram do juramento. Façam-me um favor, vão dar banho há laika.

  3. Acho muito bem que não se aceite, já tem horas suficientes durante o dia para fazer controles a quem bem etederem…
    Daqui a pouco só falta meter uma pulseira electrónica nos homens como se tivessem matado alguém….
    Aqui não há niguem com moral e credeblidade para julgar os ciclistas, e não me falem de moral e coiso e tal que de certeza que aqui já todos infrigiram a lei, 95% das pessoas que posta neste fórum não tem nem puta ideia do que se passa no ciclismo…… Em vez de vir para aqui julgar os ciclistas vão mas é trabalhar que o pais precisa…………………………

    BAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA.

  4. Há aqui pessoas que se esquecem que alguns em vez de estar a descansar também andam a descansar a fazer coisas que não devem, por isso esses merecem ser controlados. Os outros têm que pagar pelas asneiras dos restantes. É o preço a pagar para limpar a modalidade…

  5. sr mário não fale do que não sabe….não me conhece para saber se percebo ou não de ciclismo provavelmente terei mais kms de ciclismo amador e profissional que o senhor alguma vez terá ou teve……se um ciclista tiver que ser controlado das 20H ás 02H qual é o problema?????sabe que se uma pessoa descansar 8h é o suficiente?sabe a que horas começam normalmente as etapas quer em portugal ou no estrangeiro?sabe a que horas os ciclistas tem normalmente o despertar em dia de competição?para se fazer controlos não são necessárias horas a fio…………está na altura de se ver quem realmente tem pernas para andar pq farto de pastilhados anda o ciclismo farto………..chegou a hora dos verdadeiros desportistas daqueles que devido aos actos sujos de “alguns”não conseguem sobressair pq se todos andassem limpos talvez os campeões fossem outros……..

  6. O Cavendish não se importa, e também ele tem de dormir á noite, por isso se uns aceitam sem problemas (apenas com as condições que ele deu, de serem controis aleatórios e etc), não consigo deixar de pensar que para os outros, são só desculpas de ma pagador……..Porque não acredito que sejam 3/4 minutos que lhe vão estragar o sono.
    Já estou cansado de dizer que,”quem não deve, não teme!”, e fico feliz por ver que ainda há quem nada tema.
    O problema é a situação actual do ciclismo, e a falta de crédito, que por tabela dá em falta de patrocinios, como tal acho que se deva fazer tudo o que for possivel, para demonstrar transparencia e justiça desportiva, e isto é só mais uma medida…….Nos tempos que correm, têm de se tomar medidas extremas, quem me dera que não tivessem sido precisas.

  7. Até que enfim!…espero que a ideia se estenda….ou então sugerir que todos os profissionais de todas as artes estejam sujeitoa a controle nocturno de drogas,bebedeiras, os apneicos do sono se dormirem sem o aparelhinho,noites mal passadas…estes sim,põem em perigo terceiros no dia seguinte por execução deficitária das suas tarefas.Parece-me que tanto pisaram o homem que este começou a morder a bota!..

  8. batmn nao parece que percebas o que quer que seja da modalidade, olha agora os corredores numa volta a frança, com 21 etapas estarem a ser controlados de noite, ja e pouco duro fazer uma prova de tantos dias e ainda querem que os ciclistas nao tenham uma noite descansada, sim devem apertar no control, mas tudo depende para mentalidade dos corredores, agora esta medida nao faz lembrar ninguem, daqui a pouco nem dormir se pode, claro depois ainda tem que tomar mais

  9. até que enfim alguém vem defender as pessoas mais importantes deste desporto, OS CICLISTAS. e ainda por cima alguém com a influência deste senhor, pois para tudo há limites. fazer controlos nocturnos, mas a que ponto se chega? ja não basta toda a perseguição a que são sujeitos?

  10. Este senhor está certo, estamos a dormir descansados da vida para estar bem no dia a seguir e resolvem aparecer e interromper o teu descanso, é correcto? NÃO! Sempre a mesma conversa!

  11. não percebo a tomada de atitude deste senhor…………….quem não deve não teme……para bem da modalidade e para limpar de uma vez por todas a modalidade deste clima de suspeição todos deveriam colaborar com as entidades anti-doping porque senão corre-se o risco da modalidade ficar desacreditada e os patrocinadores desaparecerem ou voltarem atras com projectos para a modalidade como infelizmente estamos a assistir em portugal ultimamente

Os comentários estão fechados.