Joaquim Andrade fala em descrédito e relembra Benfica

andrade []

Joaquim Andrade já tem entre mãos o seu primeiro grande desafio enquanto presidente da Associação Portuguesa de Ciclistas Profissionais, a tarefa de defesa de uma classe que corre o risco de perder uma dezena de membros com a desaparição do projecto da Liberty Seguros a escassos meses da nova temporada.

Contactado pelo Jornal Ciclismo, o ex-profissional salienta que a aposta da seguradora foi uma “lufada de ar fresco” mas agora revelou-se prejudicial à saúde da modalidade numa situação que torna-se ainda mais complicada para os ciclistas e respectivas famílias devido a “ausência de contratos assinados” após um acerto verbal com os responsáveis da seguradora. “Um volte-face destes, pelo que me apercebo, é descredibilizante para a Liberty Seguros que, antes de avançar com a formação deste projecto deveria reunir todas as garantias para por a equipa na estrada”, avalia Andrade que se recorda de uma situação semelhante aquando do final do ciclismo no Benfica quando a direcção de João Vale e Azevedo deu lugar ao projecto de Manuel Vilarinho. “Foi uma situação difícil. A equipa acabou em Dezembro e muitos ciclistas tiveram dificuldade em encontrar equipa e outros deixaram mesmo de competir. Espero que o mesmo não se suceda, mas não é uma situação fácil até porque a saída da Liberty Seguro pode provocar a saída de outros patrocinadores”, disse.

Foto: ARIC

5 comentários a “Joaquim Andrade fala em descrédito e relembra Benfica”

  1. E tudo muito bonito para sonhadores que gostam de ver o ciclismo pela tv sentado no sofa!!!!!! Monta numa bicicleta sobe a serra da estrela , 2 dias depois a senhora da graça com medias altas, calor, cumprir horarios por causa da tv, e depois diz algo.. Se querem mudar, diminuam a dureza das etapas, diminuam as medias das provas , os dias de corrida e ai sim os ciclistas nao vao sentir necessidade de se dopar. O resto e chover no molhado.

  2. Patrocionadores, não faltam concerteza agora querem saber onde vão por dinherinho deles, não é com a estirpe da maioria dos atletas que se fizeram em Portugal, isso não….a qualidade tem o seu preço mas acima de tudo o seu valor em qualquer parte….e neste aspecto vamos muito mal, os médicos não podem por os ciclistas a andar mas sim o contrário. O nivel de cultura dos nossos ciclistas está muito em baixo e não é com novas oportunidades mas sim com estudo afinco e trabalho, o que não existe salvo algumas raras excepções. Se não conhecem o seu corpo como podem render? Mesinhas? Ou….o malfadado. E dá no que se vê! Mas não é só por isso a politica corrente em Portugal não permite dar a esmola a um pobre sem que seja taxado o IVA, as eauipas que se formam em Portugal vêm dessse nivel à muitos anos, esmolar os pobres e esses mesmos nunca entenderam que com o pouco que lhes era dado era necessário progredirem e que a mão que lhes era estendida não duraria para sempre. Foram moles demais nunca formigaram limitando-se apenas a cigarrarem daí os projectos em equipas se esfumarem cada vez mais pois não têm consistência alguma para existirem ou perdurarem. Na minha opinião e porque gosto de ciclismo senão não comentaria, projectem casa com alicerces, mas primeiro sejam donos do terreno, e estudem os planos hurbanisticos para que não sejam mais tarde expropriados, e o ciclismo será melhor e mais prazenteiro para quem gosta de desporrto no geral.

  3. Pois, lembrei-me da mesma situação. Porém, com o Benfica, tanto quanto sei, existiam contratos que a nova direcção pós-Vale e Azevedo afirmava estarem incorrectamente elaborados. Mesmo com os contratos foi uma luta dura e de vários anos para os ciclistas prejudicados conseguirem fazer valer alguns dos seus direitos. Ora, na Liberty, sem contratos, não há impossíveis, mas tudo é mais complicado. De qualquer forma é uma situação muito estranha, diria mesmo a roçar a má fé… infelizmente, daquelas que são habituais no ciclismo português já há muitos anos. É uma questão de mentalidade, ou falta dela, e ninguém está isento dessa falta, ou muito poucos estarão. Pode ser que, com algumas pessoas, isto muito devagarinho vá mudando. Força Quim, estou contigo!!

  4. ó Joaquim fala com esses ciclistas malandros para andarem limpinhos e vais ver que os patrucinadores aparecem

Os comentários estão fechados.