Bjarne Riis admite que se dopou ao longo de toda a carreira

O dinamarquês Bjarne Riis, director-desportivo da Saxo Bank, já admitira ter ganho a Volta a França de 1996 graças ao doping, mas agora vai mais longe e revela que se dopou ao longo de toda a carreira como ciclista. A confissão do técnico consta da autobiografia que se prepara para lançar.

Bjarne Riis estima ter gasto largas dezenas de milhares de euros em produtos dopantes e declara que, enquanto corredor, não tinha o menor problema de consciência por recorrer a métodos e substâncias ilícitos.”Se querias estar na luta pelos melhores lugares e contratos não havia outro caminho. Todos sentiam que não havia outra opção, incluindo eu próprio. Por isso não tinha qualquer sentimento de culpa”, admite.

Na autobiografia podem ler-se várias histórias curiosas, como aquela em que o dinamarquês terá enviado pela sanita os produtos dopantes que tinha no quarto do hotel para não ser apanhado por uma busca policial.

Foto: Velo Steve

19 thoughts on “Bjarne Riis admite que se dopou ao longo de toda a carreira”

  1. Eu só me questiono, o que é que o Sr Riis acha que esta autobiografia trará de positivo para o ciclismo?
    Na minha modesta opinião, só trará desconfiança, coisa que o ciclismo bem pode dispensar, e ainda para mais ele é um DD no activo, é também mais uma forma de afugentar patrocinadores, mas como ele já garantiu o futuro proximo da sua equipa, pode-se dar ao luxo de publicar estas barbaridades………Tirando o facto de ele estar e encher o próprio bolso, com a venda do livro, acho que isto é um tiro no pé, ou cuspir no prato em que come. Em ultima analise, acho tudo isto estúpido.

  2. Nessa altura falava-se em Macro doses. Hoje em dia e pelos ultimos controlos que vimos fala-se em microdoses. É impossivel haver desporto de alta competição c tanta carga de treinos e competitiva sem substancias “proibidas”. Nos outros desportos facilita-se mais, no ciclismo até residuos de plástico se procuram.
    Eu optava p uma nova federação c novas leis, ao estilo da NBA e WWE. Lembrem-se que só existem casos de doping se houverem controlos. lol

  3. Ó jars63, isso é verdade, mas não pode ser desculpa para se doparem, se não conseguirem terminar aquelas etapas super-desgastantes, que terminem a etapa a passo, e tu vez que no ano seguinte eles repensam as etapas.
    Agora, a organização todos os anos aumenta as dificuldades, porque todos os anos os ciclistas dão mais espetaculo, logo no ano seguinte ainda será mais dificil, percebes? é uma bola de neve, porque se os ciclistas dessem o estouro, as “BOLAS DEL MUNDS” acabavam, mas volto a dizer, isto não pode ser desculpa para se deporem.

  4. Tudo isto começa nos organizadores das grandes voltas, que cada vez tornam as etapas maiores e mais dificeis, vejam já a Volta á França de 2011 e o Giro quem pensa que o corpo humano aguenta sem tomar nada ?
    Depois aparecem os Campeões que são uns Santos que não tomam nada até serem apanhados.

  5. Com este pofessor, o Shleck é obrigado a andar…na Vuelta como já andam ás turras, vui se um Andyque não tinha motor para ajudar o mano Frank, agoram pensem

    O desporto Profissional é todo assim….estajam atentos a outras modalidades

  6. Ao ler a noticia fiquei com a sensação de que o Riis ao dizer que toda a carreira se dopou, ainda se estava a rir

  7. será que a uci anda a dormir???????este individuo deveria ser banido do ciclismo para sempre

  8. So fico feliz porque nao deves viver muito mais tempo!! HA ha ha

    Os mamados duram no maximo ate aos 50 anos.

    Beijos Bjarne Riis

    E j.c. vejam la se publicam a noticia da morte deste gajo, para termos tempo de ir ao funeral..

  9. tipo o ciclismo esta enterrado de tal forma….
    estes gajos dizem isto com uma naturalidade impressionante e nao lhes acomtece nada…enfim…
    Espero que este merda seja irradiado e que todos os gajos que sao encontrados em casos de doping deveria ser banidos perpetuamente…senao iusto nunca mais acaba

  10. Só deslumbro uma solução para a modalidade. Doping sem limites para todos. Ganha quem chegar ao fim da prova, com vida, em menos tempo.

  11. Realmente… ouve-se com cada uma… deveria ter de devolver todos os prémios monetários que recebeu enquanto ciclista!
    Este sujeito deveria ser banido do ciclismo!

  12. Concordo com o Helder Marinho, “E está uma pessoa assim á frente de uma equipa de ciclismo”. Será que foi por isso que os irmãos Schleck e o Cancellara se piraram ao ter conhecimento da autobiografia.

  13. lembrem-se que foi este animal que meteu fim ao reinado do grande Miguel Indurain….devia ser preso e expulso do mundo do ciclismo……

  14. Realmente o que se passa com o ciclismo é uma vergonha!
    Enquanto não irradiarem do ciclismo todos os que tenham ligações a casos de doping, desde corredores a dirigentes, isto nunca mais acabará!

  15. Nada de novo no reino da Dinamarca!
    E hoje em dia é a mesma história, digam o que disserem, é tudo um bando e dopados, só é pena é que não estão a vero que estão a fazer a esta modalidade, e pode ser que já seja tarde de mais para retificar.
    Mais, isto não é de homem, o que ele está a fazer é: 1º promover o livro para sacar o maximo de dinheiro possivel com ele;
    2º tentar um descargo de consciencia;
    3º mesmo assim não assume que é um egocentrico, vaidoso e batoteiro, porque mesmo admintindo que se dopava, atira as culpas para a cultura e forma de estar dessa altura, anos 90 ou lá o quê! parece que era normal fazer-se isso. E está uma pessoa asssim á frente de uma equipa de ciclismo.
    Até vos digo mais este desporto está errado, era acabar de vez e começar de outra forma, que esta não resulta.

Os comentários estão fechados.