Muita montanha no cardápio da Volta a França de 2011

A 98.ª edição da Volta a França, a disputar entre 2 e 24 de Julho de 2011, conta com muita montanha, traduzida em quatro chegadas em alto e com outras cinco etapas com muitas dificuldades orográficas. Os contra-relogistas terão apenas 41 quilómetros de luta individual contra os ponteiros, na penúltima jornada, mas contam também com 23 quilómetros de exercício colectivo, na segunda jornada da competição.

As primeiras dificuldades irão aparecer na passagem pelo Maciço Central, tradicional zona de média montanha que serve de aperitivo para as verdadeiras dificuldades. A oitava e a nona etapas inserem-se nesta catalogação, sendo necessário esperar pela 12.ª tirada para que os Pirenéus comecem a separar verdadeiramente o trigo do joio.

A abordagem pirenaica faz-se com a meta instalada em Luz Ardiden, ao cabo de 209 quilómetros com passagem pelas subidas de La Hourquette d’Ancizan e do Tourmalet. Segue-se uma viagem com final em Lourdes, cuja grande dificuldade será a subida ao Aubisque. No final da trilogia pirenaica, os corredores vão escalar o Portet-d’Aspet, Core, Latrape e Agnes, antes de terminarem os 168 quilómetros da jornada nas rampas de Plateau de Beille.

A 16.ª etapa, já nos Alpes, introduz algumas dificuldades, mas as decisões deverão ficar guardadas para as três viagens que se seguem. A 17.ª tirada termina em Itália, no Pinerolo, com a meta instalada 7,5 quilómetros após a última das três montanhas do dia. A 18.ª viagem tem 189 quilómetros e acaba no Galibier, já depois de deixadas para trás as subidas para Agnello e Izoard. A derradeira jornada montanhosa tem apenas 109 quilómetros, mas não dará descanso aos ciclistas, pois leva-os a trepar o Telégraphe, o Galibier e o Alpe d’Huez, que coincide com a meta.

A corrida terá novidades nas classificações da regularidade e da montanha. O objectivo é premiar os melhores sprinters e os trepadores mais puros. Para isso, só haverá um sprint intermédio pontuável em cada etapa, atribuindo-se pontos para a camisola verde aos quinze primeiros de cada tirada. No que concerne à camisola das bolinhas vermelhas, as contagens de terceira categoria apenas garantem pontos ao primeiro classificado, nas primeiras categorias e nas especiais pontuam só seis ciclistas e as montanhas que coincidam com metas terão pontuação a dobrar.

A Volta a França de 2011 começa em Passage de Gois e termina no tradicional circuito dos Campos Elíseos, depois de terem sido percorridos 3471 quilómetros, distribuídos por 21 etapas, com duas jornadas de repouso de permeio.

Resumo das etapas
Etapa Data Percurso Quilometragem

1 2 jul Passage de Gois – Mont des Alouettes 191
2 3 jul Les Essarts – Les Essarts (CRE) 23
3 4 jul Olonne-sur-Mer – Redon 198
4 5 jul Lorient – Mûr-de-Bretagne 172
5 6 jul Carhaix – Cap Fréhel 158
6 7 jul Dinan – Lisieux 226
7 8 jul Le Mans – Châteauroux 215
8 9 jul Aigurande – Super-Besse Sancy 190
9 10 jul Issoire – Saint-Flour 208
– 11 jul Descanso
10 12 jul Aurillac – Carmaux 161
11 13 jul Blaye-les-Mines – Lavaur 168
12 14 jul Cugnaux – Luz Ardiden 209

Etapa 12
Etapa 12

13 15 jul Pau – Lourdes 156
14 16 jul Saint-Gaudens – Plateau de Beille 168

Etapa 14
Etapa 14

15 17 jul Limoux – Montpellier 187
– 18 jul Descanso
16 19 jul Saint-Paul-Trois-Châteaux – Gap 163
17 20 jul Gap – Pinerolo 179

Etapa 17
Etapa 17

18 21 jul Pinerolo – Galibier 189

Etapa 18
Etapa 18

19 22 jul Modane – Alpe-d’Huez 109

Etapa 19
Etapa 19

20 23 jul Grenoble – Grenoble (CRI) 41
21 24 jul Créteil – París 160

30 comentários a “Muita montanha no cardápio da Volta a França de 2011”

  1. concerteza contador e o melhor ciclista da atualidade vai superar o seu mestre lance q tb e otimo no quisito ciclismo sao os top

  2. é verdade k nao meit por exemplo frank schleck ou vinokourov mas penso ke este ano o frank vai mesmo ter de se preocupar com o andy e nao com a geral,depois meter-se numa fuga e ganhar uma etapa

  3. top10:andy schleck,menchov,contador,basso,van den broeck,anton,kreuziger,vandevelde,rodriguez,cunego……..11ºsastre 12ºhasjedal(para o caso de haverem dopados como o contador)

    estou curioso para ver se participa o fabio duarte e o k faz pois assinou pela geox

    ALLEZ SCHLECK

  4. é um percurso bom para quem esta em casa sentado no sofa, ou para quem bem aqui comentar para deitar a modalidade abaixo

  5. o tour nao sera para meninos da mama, mas acreditem q os ciclistas sao humanos e nao maquinas.Com esta dureza acredito q nenhum ciclista françês discuta o top quinze, e mais uma ves vamos ver a perseguiçao da organização aos ciclistas espanhois e italianos. E reparem q nunca aparece nenhum caso de ciclistas francêses na polemica do doping, estranho…

  6. Organização surpreendente, uma excelente prova, só ao nível dos grandes ciclistas.
    Este ano a vitória será do Andy. 

  7. Há aqui um nome que ainda não vi referido mas que aguardo com alguma expectativa se vier a participar: Roman Kreuziger

  8. os gajos da natação este ano vao ser contratados para correrrem o tour =P

    na etapa de gois uii ainda algum ciclista vai abandonar a mudalidade porque descubrio que nada bem =P

    brincadeira
    vai ser um grande tour

  9. Para o Rodrigo:
    Aposto desde já, que o vencedor do prémio de montanha, será o mesmo que vai vencer o Tour (geral individual).
    Depois vê se te lembras disto que eu escrevi. 🙂

  10. Grande Tour 2011 em perspectiva.

    Muita montanha e um percurso bastante dificil para os ciclistas.
    Excelentes as chegadas ao Alpe d’Huez e ao Galibier que e uma bela subida tambem.
    Sempre bom a existencia do Tourmalet ficando apenas a faltar o Ventoux mas tambem nao se pode querer tudo.

    De regresso o contra-relogio por equipas que favorecera mais uns do que outros por terem melhor equipa alem de haver apenas um crono individual , algo que favorecera ciclistas como o Rodriguez , Sastre , o Anton ou o Basso alem do Andy Schleck que nesse capitulo e mais fraco do que Nibali , Evans ou Menchov.

    Interessantes as alteraçoes aos premios de montanha e sprints pois fara uma entrega de camisolas mais justa nomeadamente na montanha onde as chegadas em alto duplicarao os pontos e isso dara a camisola a um dos primeiros da geral individual.

    Continuo a apostar no top 5 que avancei a dias:
    Andy Schleck
    Menchov
    Nibali
    Evans
    Van Den Broeck

  11. ipod:
    eu dei a minha satisfaçao em relaçao ás etapas do tour mas tenho de dizer k nao acredito no contador e nao o kero no tour……….

  12. alguns destes comentario ate mentem nojo. Sr Ivo Queiros e Bruno tenham vergonha na cara por fazer este tipo de comentarios. Estamos aqui a falar de etpas do Tour não de oura coisa. Por amor de deus……..

  13. Meus amigos, obTour é a verdadeira selecção, quem não tem unhas não toca guitarra, e não se pode usar unhas postiças, senão eramos todos guitarristas, quem não aguentar que fique em casa, isto não pode ser visto como, “é tão dificil, que teremos de nos dopar!!!”, nada disso, é tão dificil que quem vencer é porque realmente é o melhor(logicamente se estiver limpo), se fosse facil tambem eu lá queria estar….

  14. 41 km de Contra antes de Paris podem fazer diferença! Gostei tambem da menos kilometragem da etapa de alpe dhuez !

  15. so quero que seja provado que o contador nao se dopou, para calar aqueles k mandam bocas ao melhor ciclista do mundo, na actualidade. se tao sempre contra o contador pork n o estao com a merda de alguns ciclistas portugueses k se dopam para faxerem um lugar abaixo do top 10 na volta a portugal, e aqueles k se dopam em familia, se a exes dao o beneficio da duvida por terem ingerido uma cena contaminada pork n o dao ao contador, ou so os portugueses e k podem tomar coisas contaminhadas, pf deixem de ser palermas e olhem para tudo n so para os portugueses, para o portugues o k e portugues e k e bom, n sabem ver a realidade.

  16. Paulinho e Machado… sera uma grande chance para os 2… manuel cardoso com umas chegadas muito fixes pra ele… 1º os portugueses depois os outros!:D:D

    LOOOL

  17. Até há poucos anos atrás havia sempre um total de 90 kms de CRI… Agora nem metade disso fazem.

    Façam etapas muito duras e depois admirem-se dos controlos positivos…

  18. vai ser sem duvida um grande tour……….bem á medida do andy……..já merece ganhar o tour(talvez o tivesse ganho este ano se o contador não tivesse ingerido os bifes contaminados)……

  19. O Próximo Tour promete! Espero bem que o Contador possa participar para termos um grande duelo com o Andy Schleck! Caso não participe duvido que o Andy tenha muitas dificuldades em bater ciclistas como Menchov,Evans,Wiggins,..
    Vamos ver em que nível vamos ter Basso ou Nibali,Robert Gesink, Samuel Sanchez ou Anton e Joaquin Rodriguez..

  20. este sera o melhor tour desde os ultimos 5 anos……….adorei o tour de 2008 mas faltaram peças……….continuo á espera de outra etapa a chegar a hautacam e de uma etapa que passe pela croix de fer………………deus keira ke dopados como kontador nao participem……

  21. sera mais uma volta para os dopados ? espero que nao , mas promete muito espectaculo . Let’s go Tiago Machado : D

  22. com este nivel de dificuldade,entendo perfeitamente com que objectivos isto acontece, e os ciclistas terao q aguentar , dar espectaculo e comer massa….

Os comentários estão fechados.