José Mendes: “O percurso do mundial não é tão fácil como diziam”

José Mendes vê dificuldades no percurso da prova de fundo do Campeonato do Mundo de Estrada, que se disputa em Melbourne, Austrália, no dia 3 de Outubro. “Depois de ver o percurso já posso dar a minha opinião. Sinceramente, penso que não é tão fácil como se dizia”, escreveu o corredor vimaranense da LA-Paredes Rota dos Móveis no sítio da Velofutur, empresa de agenciamento de ciclistas que o representa.

“Pessoalmente sinto-me bem, motivado para fazer um bom mundial. No entanto, é preciso esperar para ver qual será o meu rendimento, pois a segunda parte do ano foi um pouco acidentada. Caí e fracturei a clavícula antes da Volta a Portugal. Corri com a lesão ainda muito recente, o que dificulta atingir um bom momento de forma, mas isto é o mundial e há que dar tudo”, promete o corredor português.

José Mendes é um dos cinco convocados pelo seleccionador nacional José Poeira para a prova de fundo do Mundial de Melbourne. Mendes, Manuel Cardoso, André Cardoso, Hernâni Broco e Samuel Caldeira vão estar na linha de partida para os 262,7 quilómetros da corrida, que, depois de cerca de 80 quilómetros planos vai entrar no selectivo circuito urbano, que será percorrido onze vezes e que conta rampas acima dos dez por cento em dois troços do traçado.

11 comentários a “José Mendes: “O percurso do mundial não é tão fácil como diziam””

  1. O José Mendes pode não estar na melhor forma, mas sem dúvida é um dos ciclistas portugueses mais combativos (não costuma jogar a toalha ao chão, senão não teria feito a volta à Portugal de 2010, nas condições físicas que se encontrava), tudo bem que poderiam estar outros, mas felizmente ou infelizmente não estão… Logo acho que devemos apoiar os que lá estão, para o bem ou para o mal…
    Infelizmente, há bem pouco tempo que comecei a seguir o ciclismo Português com mais atenção (até a bem pouco tempo atrás apenas seguia a volta a Portugal a espaços), não encontrava grandes pontos de interesse, porque os chefes de fila das equipas portuguesas eram em grande parte ciclistas espanhóis (que não conseguiam singrar em Espanha e vinham para Portugal em busca de uma oportunidade), mas tudo mudou quando comecei a ver que iam surgindo resultados no calendário sub-23, comecei a seguir com mais atenção o ciclismo português, não sei se o senhor Poeira é o responsável por estas façanhas, mas pelos comentários que leio (o Sr. Poeira já esta há imenso tempo à frente da selecção), tudo me leva a crer que sim… Resumindo, não sei se há melhores por Portugal, mas eu admiro o seu trabalho.

    Força selecção, aconteça o que acontecer eu estou aqui para te apoiar.

  2. Que o percurso não será facil, isso já eu sabia, porque li algures que o seleccionador Italiano(Paolo Bettini), tinha ido lá fazer uns treinos/testes com alguns ciclistas incluindo o Bennati, e foi o próprio Bennati a dizer que não queria ir ao mundial, porque o percurso não se adquava as suas caractristicas, inclusivé disse que duvidava que algum sprinter conseguisse terminar a prova. Nota: foram lá treinar, mas pagaram a deslocação do próprio bolso.
    Por isso não sei se o Mendes estará em forma, mas que ele é muito regular, é! E como tal estará sempre a um bom nivel, agora falta saber se esses nomes que falam em cima, se estavam dispostos a trabalhar para outros? Que isto de atirar para lá nomes é facil.

  3. Lol Deve querer o prémio do espírito de sacrificio! Lol

    Apesar de tudo… Força PORTUGAL!

  4. Mendes quer dizer-nos:…não esperem grande coisa nossa….descansa rapaz,já sabiamos.

  5. Tambem concordo que Rui Sousa e Sergio Ribeiro deveriam ter ido se o Jose nao esta bem .
    Mas pronto ..

    Quanto as dificuldades do percurso , um mundial nunca e facil ! Apesar de nao ser facil e um mundial que pode permitir a alguns sprinters , sprinters que passem as dificuldades , vencer mas penso que apenas Freire ou Hushovd terao essa capacidade no que diz respeito a sprinters.

  6. o que passa com tiago machado nao foi convocado,o sr.jose poeira ja era tempo dar lugar a outra pessoa porque ja esta la a mais .

  7. as subidas ficam 10 km antes do fim, acho que vai haver sprinters que vao conseguir passar com os melhores como hushovd que para mim e o grande favorito a vencer os mundias.

  8. concordo! o Rui Sousa fez uma boa época e não está lá, havia também o Sérgio Ribeiro, Ricardo Mestre, Nelson Vitorino, entre muitos outros..quanto ao Mendes ele é bom mas não estará no seu melhor momento para enfrentar uma competição como o mundial…

  9. Se não está no topo da forma, dava-se lugar a outro.

    São estes os critérios de selecção bastante duvidosos.

Os comentários estão fechados.