Alemão Degenkolb vence ao sprint na Volta a França do Futuro

Taylor Phinney conservou a camisola amarela

O alemão John Degenkolb venceu hoje a primeira etapa em linha da Volta a França do Futuro, uma ligação de 144,5 quilómetros entre Vierzon e Saint-Armand-Montrond. A tirada decidiu-se ao sprint, tendo o germânico, reforço da HTC-Columbia para 2011, batido o australiano Michael Matthews e o polaco Michael Kwiatkowski, segundo e terceiro, respectivamente. A inexistência de bonificações permitiu ao estadunidense Taylor Phinney a manutenção da camisola amarela, que teria transitado para Michael Matthews no caso de os tempos serem bonificados.

Todos os corredores portugueses chegaram integrados no pelotão, com o mesmo tempo do vencedor. Bruno Silva, 19.º, foi o melhor luso nesta jornada. Nelson Oliveira mantém-se na oitava posição da geral individual, a 27 segundos da camisola amarela.

Taylor Phinney vai partir para a segunda etapa com a camisola amarela no corpo, presa por seis segundos face ao britânico Alex Dowsett e por sete relativamente a Michael Matthews, que ocupam os postos seguintes.

A segunda tirada leva a caravana de Saint-Armand-Montrond até Cusset, através de um percurso de 150,5 quilómetros. Os últimos 45 quilómetros são pontuados por três contagens de montanha de quarta categoria e por duas de terceira, que deverão provocar alguma selecção de valores na véspera da primeira chegada em alto.

CLASSIFICAÇÃO
1.ª Etapa: Vierzon – Saint-Armand-Montrond, 144,5 km
1º John Degenkolb (Alemanha), 3h37m05s
2º Miachel Matthews (Austrália), mt
3º Michal Kwiatkowski (Polónia), mt
4º Alexei Tsatevich (Rússia), mt
5º Taylor Phinney (EUA), mt
6º Marko Kump (Eslovénia), mt
7º Vicente García de Mateos (Espanha), mt
8º Kuanysh Kylybayev (Cazaquistão), mt
9º Alex Dowsett (Grã-Bretanha), mt
10º Chang Jae Jang (Equipa mista), mt
19º Bruno Silva (Portugal), mt
28º Amaro Antunes (Portugal), mt
38º Nelson Oliveira (Portugal), mt
43º Domingos Gonçalves (Portugal), mt
55º Guilherme Lourenço (Portugal), mt
91º Joni Brandão (Portugal), mt

Geral Individual
1º Taylor Phinney (EUA), 3h46m00s
2º Alex Dowsett (Grã-Bretanha), a 6s
3º Miachel Matthews (Austrália), a 7s
4º Loic Desriac (França B), a 19s
5º John Degenkolb (Alemanha), a 21s
6º Andrew Talansky (EUA), a 24s
7º Tom Dumoulin (Holanda), a 26s
8º Nelson Oliveira (Portugal), a 27s
9º Jesús Herrada (Espanha), a 28s
10º Anthony Delaplace (França A), a 28s
50º Joni Brandão (Portugal), a 49s
52º Bruno Silva (Portugal), a 50s
72º Amaro Antunes (Portugal), 1m01s
77º Domingos Gonçalves (Portugal), a 1m02s
98º Guilherme Lourenço (Portugal), a 1m15s

Foto: ASO/P. Perreve

5 comentários a “Alemão Degenkolb vence ao sprint na Volta a França do Futuro”

  1. ou falas ou tas calado!!!
    agora tas ai a mandar bitaits! o bruno silva e o nelson sao dos melhores sub 23 da actualidade em portugal !

  2. Gostava de ver os sprinters portugueses nestas chegadas a sprintar, António Carvalho e Marco Coelho certamente que fariam grandes lugares nestas etapas. Pelos resultados que vi neste prémio António carvalho esta mais forte do que os outros.
    boa sorte para eles.

  3. eu estive a espiolhar as classificações da volta a PORTUGAL DO FUTURO e deparei-me com esta situação : os melhores ficam em casa com excessão do JONI BRANDÃO e do BRUNO SILVA , pois o resto foram : 21º , 25º , e 27º não falando do nelson oliveira , que é como os jogadores de futebol , que quando vão para fora são sempre selecionados . não me esqueço do campionato nacional que quiz ir embora na 5ª ou 6ª volta e desistiu à 8ª . POIS se tivesse sido campião era uma vergonha para alguns sub-23 que ainda cá temos com qualidade . O Bruno Silva ganhou a volta à Madeira 2009 , esteve seis meses ausente e quando regressou , foi logo com vitória . assim sim ……………………………………………….

Os comentários estão fechados.