Nelson Oliveira oitavo no arranque da Volta a França do Futuro

O português Nelson Oliveira conseguiu o oitavo tempo no prólogo da Volta a França do Futuro, um contra-relógio individual de 7,8 quilómetros, em redor de Vierzon, ganho pelo estadunidense Taylor Phinney. O vencedor foi o único ciclista a baixar dos nove minutos, cumprindo o percurso em 8m55s. Nelson Oliveira, mais dado a “cronos” longos do que a prólogos, gastou mais 27 segundos.

O segundo classificado foi o campeão europeu de contra-relógio, o britânico Alex Dowsett, que ficou a 6 segundos do vencedor e companheiro de equipa na Trek-Livestrong. O terceiro foi o australiano Michael Matthews, a 7 segundos.

O seleccionador nacional, José Poeira, mostrou-se satisfeito com a prestação lusa. “Colocar um corredor entre os dez primeiros numa prova que tem um pelotão com a qualidade deste é sempre muito bom. Ainda mais quando o Nelson Oliveira conseguiu este resultado num prólogo, e ele precisa de contra-relógios mais longos para desenvolver na plenitude as suas qualidades. Os restantes elementos também atingiram resultados dentro do esperado”, salienta o técnico.

Os ciclistas portugueses deverão tentar resguardar-se nas duas próximas etapas, uma vez que a tão esperada como temida montanha surgirá na terceira etapa. O seleccionador está confiante. “De um modo geral, a equipa está bem. Os corredores atravessam um bom momento e temos elementos que são bons trepadores. Estou expectante para perceber com se comportam com o passar dos dias, perante adversários de elevadíssimo nível, num percurso muito duro. Acredito que consigamos discutir os postos cimeiros”, afirma José Poeira.

A primeira etapa em linha disputa-se nesta segunda-feira, entre Vierzon e Saint-Armand-Montrond, ao longo de 144,5 quilómetros.

Classificação
1º Taylor Phinney (EUA), 8m55s
2º Alex Dowsett (Grã-Bretanha), a 6s
3º Michael Matthews (Austrália), a 7s
4º Loic Desriac (França B), a 19s
5º John Degenkolb (Alemanha), a 21s
6º Andrew Talansky (EUA), a 24s
7º Tom Dumoulin (Holanda), a 26s
8º Nelson Oliveira (Portugal), a 27s
9º Jesús Herrada (Espanha), a 28s
10º Martijn Keizer (Holanda), a 29s
50º Joni Brandão (Portugal), a 49s
53º Bruno Silva (Portugal), a 50s
74º Amaro Antunes (Portugal), a 1m01s
80º Domingos Gonçalves (Portugal), a 1m02s
105º Guilherme Lourenço (Portugal), a 1m15s

14 comentários a “Nelson Oliveira oitavo no arranque da Volta a França do Futuro”

  1. Quem parar uns tempitos neste site, começa a ter uma noção do caracter de algumas das pessoas, e há algumas que são dificeis, algumas que eu não gostava de ter como colega de trabalho, de tao picuinhas que são, outras são sempre do contra, e por fim há tambem aqueles que só para se sentirem altos tem de diminuir os outros, é um retrato da vida. Mas o essencial é que falemos de cilcismo, que é isso que nos tráz cá, e julgo ser o que todos gostamos!
    Já li este comentário 3 vezes, para que não passe erro nenhum…

  2. Queira desculpa Rui Pina , foi dito por Mourinho. Que nos seus comentários, só deita abaixo quem trabalha!

  3. “rui pina
    Posted on 2010/09/06 at 10:16 am

    Estes erros acontecem e, de qualquer forma, da para compreender, por isso e escusado estarem a exaltar-se por coisas insignificantes”

    Quem começou com essa discussão estúpida? Estou a ver mal ou foi o próprio “rui pina”? Que labregos! A cavar terra é que vocês estavam bem. Aqui fala-se de ciclismo, e ter o Nelson em 8º é muito bom, não façamos dele já uma super-estrela mas sim dando espaço para a sua evolução.

    PARABÉNS NELSON !

  4. Um abraço, Luís.

    O Phinney desmentiu os rumores que o davam como certo na BMC. Está a estudar propostas e sabe, naturalmente, que correndo bem a Volta a frança do Futuro, aumenta a cotação.

  5. Grande Nelson… Força Rapaz 🙂
    Boas pessoal… gostaria de saber se alguém sabe ao certo para onde irá correr o tayler phinney na próxima temporada??? já ouvi uns rumores que ia para a BMC, mas não quero acreditar nisso páh…xD… Gostaria que ele se mantivesse junto do BOSS… E de preferência na RADIOSHACK… Abraço pessoal Gostaria de obter respostas 🙂
    Parabéns e Obrigado José Carlos Gomes pelo trabalho que tem vindo a realizar aqui no “JORNAL CICLISMO” 🙂
    Abraço!!!

  6. Estes erros acontecem e, de qualquer forma, da para compreender, por isso e escusado estarem a exaltar-se por coisas insignificantes

  7. Jarlinson Pantano, Andrei Krasilnikau , Daniel Teklehaimanot e Andrew Talansky para mim são os favoritos à geral. Para as etapas creio que John Degenkolb (muito parecido com o Rebellin em corridas de um dia) , Michael Matthews, Marko kump e Tayler Phinney são os ciclistas para discutir etapas ou sprint ou em grupos reduzidos. Darwin Atapuma já perdeu algum tempo significante vai estar bem na montanha, mas já vai ser difícil de discutir. Espero que o Nélson e o Bruno estejam com os melhores na alta montanha. Força Amigos 😉

  8. RUI PINA….uma coisa é carregar na tecla ao lado,acontece imenso,outra coisa é ” inventar ” palavras.
    E tb fazes referencia a outros comenários,se “contestas” isso mesmo!?!??!

  9. Acho que este Phinney é bom em todo o lado, rezam as crónicas que ele é bom nos contra-relogistas, nos sprinter, no pave já ganhou por 2 vezes o Paris-Roubaix, e julgo não estar em erro se disser que na montanha, as expectatvas são de que se trata de um dos ciclistas mais completos de sempre.
    Ò amigo Mourinho, obrigado pela correcção, mas eu sei como se escreve exagerados, mas como para bom entendedor meia palavra basta, penso que não terá feito muita diferença, ou estou enganado? Nota-se bem quando é um erro casual, ou quando é falta de conhecimento gramatical, mas pronto, tudo bem, agora antes de postar tenho de fazer uma leitura prévia, para evitar erros, para que você entenda….

  10. Voces deviam comentar a noticia e nao os comentarios dos outros, porque cada um tem a sua opiniao.
    E ha aqui quem nao tenha noção no que e fazer um 8º lugar numa prova destas, e ainda por cima o nelson e um corredor de cr’s mais longos.
    ja agora desculpem-me se eu tenho algum erro no comentário, porque posso-me ter enganado e clicado em duas teclas ao mesmo tempo ou clicado na tecla ao lado…
    Já agora: este phiney desimerda-se na montanha??
    eu acho que é parecido com o sagan

  11. Helder escreve-se EXAGERAR….
    E as respostas são dadas com lugares de podium….8ª lugar já é bom!?!?!!?Horizonte/ambição super reduzida!!!!
    Dia 12 falamos!!!!!

  12. Aqui há uns dias atrás ouve alguem que me disse que estavamos a azagerar em relação ao real valor do Taylor Phinney, e tambem ouve outra pessoa que contestou a chamada do Nelson Oliveira, ou a convocatoria do seleccionador. Isto ainda agora começou mas a resposta já foi dada na estrada.

Os comentários estão fechados.