Corredores de Leste ganham espaço na Astana e na Lampre-ISD

Evgueni Petrov troca Katusha pela Astana
Evgueni Petrov troca Katusha pela Astana

Os ciclistas da Europa de Leste ameaçam ter maior preponderância no escalão ProTour em 2011. A Astana, com a partida de Alberto Contador para a Saxo Bank, está a reforçar-se, essencialmente, na Europa de Leste. A Lampre, com a entrada da ISD para segundo patrocinador, já garantiu a incorporação de seis ucranianos, a maior parte dos quais estiveram recentemente na Volta a Portugal, ao serviço da ISD-Neri.

A nova Lampre-Farnese Vini vai ser um bloco italo-ucraniano, tanto no tocante aos patrocinadores como à direcção desportiva da equipa. No plantel está garantida a continuidade do ucraniano Vitaly Buts e a entrada de cinco compatriotas, oriundos da ISD-Neri, Denys Kostyuk, Dmitry Krivtsov, Alexander Kvachuk, Vitaly Kondrut e Ruslan Podgornyy. Além destes, segue o cazaque Andrey Kashechkin, oriundo do Cazaquistão, nação euro-asiática que pertenceu à União Soviética, sendo, portanto, mais um representante do Leste no ProTour.

As duas principais contratações da Astana para 2011 são também ciclistas do que se convencionou chamar, por razões geopolíticas, Europa de Lesta. O checo Roman Kreuziger (ex-Liquigas-Doimo) deverá ser o chefe-de-fila nas provas por etapas, ao passo que o russo Evgueny Petrov (ex-Katusha) é um homem a ter em conta para as corridas de um dia. Com Kreuziger, transita outro ciclista da Liquigas, o croata Robert Kiserlovski. A formação cazaque vai recuperar para o profissionalismo o estónio Tanel Kangert, que correu como amador depois de sair da Ag2r em 2009. O italiano Francesco Masciarelli (ex-Acqua&Sapone) é uma excepção latina no movimento de transferências.

1 comentário a “Corredores de Leste ganham espaço na Astana e na Lampre-ISD”

  1. Parece-me normas visto que a Astana e do Cazaquistao e a Lampre/ISD e um bloco italiano/ucraniano.

    Penso que a Astana reforçou-se bem. Nada comparado com Contador claro mas Kreuziger e um bom reforço para a montanha e Petrov tambem e um bom ciclista para classicas , embora nao seja dos melhores. Masciarelli e um bom ciclista de montanha tambem.

    Quanto a Lampre/ISD pode ser que venha a ter um Kashechkin ao melhor nivel alem de continuar a ter o contributo de Cunego e Pettacchi. Pidgornyy da antiga ISD e um bom reforço. Espero que Sinkewitz venha para esta nova equipa.

Os comentários estão fechados.