Rafael Reis sexto no mundial de contra-relógio

Rafael Reis, bicampeão nacional de contra-relógio e medalha de bronze no último Campeonato da Europa classificou-se na sexta posição da Campeonato do Mundo de Júniores de contra-relógio hoje disputado em Offida, Itália. O natural de Palmela, único representante em prova da Selecção Nacional, cumpriu o percurso de 28,5 quilómetros com mais 52 segundos que o vencedor, o luxemburguês Bob Jungels. O pódio liderado por Jungels foi preenchido com o alemão Jasha Sütterline e pelo norte-americano Lawson Craddock.

“Nesta prova estiveram os melhores do mundo e a classificação obtida é bastante positiva. O Rafael doseu bem o seu esforço e, ao longo de um contra-relógio tão extenso, esse factor era determinante. Adaptou-se bem ao percurso e foi batido por adversários mais fortes. A sua prestação foi algo condicionada pela estrada molhada. O ciclista que o precedia acabou mesmo por cair e esse factor poderá tê-lo condicionado um bocado, mas, reconheça-se, essa situação afectou quase todos os ciclistas”, resumiu Nuno Alves, técnico nacional.

A participação portuguesa prossegue domingo, com a disputa da prova de fundo na extensão de 128 quilómetros, a cumprir em oito voltas. Além de Rafael Reis tomam parte na prova com as cores da Selecção Nacional os atletas João Leal, Ricardo Ferreira, Samuel Magalhães e Leonel Coutinho.

CLASSIFICAÇÃO
28,5 km – Média de 42.6 kmh
1º Bon Jungels (Luxemburgo), 40m05s
2º Jasha Sütterlin (Alemanha), a 28
3º Lawson Craddock (Estados Unidos), a 29s
4º Dale Parker (Australia), a 34s
5º Jay McCarthy (Austrália), mt
6º Rafael Reis (Portugal), a 53s
7º Mirko Trosino (Itália), a 1m05s
8º Kirill Yatsevich (Rússia), a 1m11s
9º Mario Gonzalez (Espanha), a 1m13s
10º Michael Valgren (Dinamarca), a 1m17s

9 comentários a “Rafael Reis sexto no mundial de contra-relógio”

  1. o joao leal iniciou no alcobaça e ja que se fala em roubar foi o cartaxo que primeiro o foi roubar ao alcobaça .

  2. Uma vez mais se confirma: 99% das pessoas que comentam as noticias neste site, para além de terem graves lacunas no que toca à gramática portuguesa, podem perceber de qualquer assunto, mas no que toca a ciclismo, é bem próximo de 0 (zero). Ora bem, primeiro de tudo, parabéns ao Rafael Reis por mais um magnífico resultado, e que mais uma vez confirma que o mesmo é digno de estar no top 10 mundial na sua respectiva categoria. De seguida, gostava de relembrar que o escalão de juniores, que saiba, ainda constitui um escalão de formação, logo as alegações de que o Alcobaça Clube de Ciclismo não forma os respectivos ciclistas, não tem o menor sentido, além do mais, gostaria que efectuassem uma comparação entre os resultados que os atletas fizeram em antigas equipas, e com os que fizeram uma vez chegados ao Alcobaça Clube de Ciclismo. Creio que também não há dúvidas de que são superiores, e claro, tem a sua explicação, e lá está, se por acaso as pessoas que alegam que o respectivo clube “rouba” os atletas aos clubes que os lançaram no ciclismo soubessem realmente algo de ciclismo, teriam deduzido facilmente o porquê: no caso concreto do Rafael, foi lançado pelo Clube de Ciclismo Aldeia de Paio Pires, que sempre o incentivou e fez tudo ao seu alcance, para o atleta evoluir, e demais colegas, como é óbvio. Infelizmente, nem todos os clubes dispõem das mesmas condições financeiras, e assim sendo, o Alcobaça Clube de Ciclismo como possui essa vantagem, consegue dar condições aos atletas que dificilmente outro clube em Portugal dá, tanto a nível de material para a prática do desporto, como reúne os melhores R.H. (recursos humanos) para gerir os atletas, desde os treinos ás corridas. 
    Analisando estes factores, continuo a ficar estupefacto com os comentários aqui deixados, que friso mais uma vez, não fazem qualquer sentido.

  3. Talentos? em quê? Quero é desejar-lhes muita sorte se chegarem a profissionais…

  4. Pedralhos não é bem assim porque a formaçao nao é só nos escaloes maiores mas sim quando são pequenos e se dao apoio a todas as criançices dos pequenos e que eu saiba o leal e o reis não sao dai formados

  5. sou do concelho de alcobaça embora seres de palmela, alcobaça não dá o devido valor aos seus corredores alcobaça já formou grande corredores tais como sérgio paulinho (esperança/sub -23); Amaro Antunes; Guilherme Lourenço; Fábio Silvestre todos estes juniores:::: Agora as novas promessas desta casa de talentos são rafael reis e joão leal e o cadete Pedro Henriques

Os comentários estão fechados.