A Volta a Portugal vista pelos directores-desportivos nacionais

David Blanco (Palmeiras Resort-Prio-Tavira) é o favorito número um e a Volta a Portugal tem os mesmos quatro pontos decisivos dos últimos anos: Senhora da Assunção, Senhora da Graça, Torre e contra-relógio. Estas são as opiniões consensuais entre os directores-desportivos das equipas portuguesas, ouvidos pelo Jornal Ciclismo – faltou Mário Rocha, ausente no estrangeiro.

Os discursos dos técnicos assemelham-se, mas há algumas matizes que indiciam aquela que poderá ser a guerra táctica durante a corrida. Carlos Pereira (Barbot-Siper), Jorge Piedade (CC Loulé-Louletano-Orbitur-Aquashow) e José Santos (Madeinox-Boavista) endossam para os tavirenses o grosso da responsabilidade da corrida, devido à presença de David Blanco no plantel algarvio. Vidal Fitas lembra que há outros candidatos.

“É claro que o David Blanco não é o único favorito. Temos consciência de que, por ter ganho três vezes esta corrida, é o principal candidato. Mas também sabemos que há outros corredores com capacidade para disputarem a camisola amarela e pelo menos um [David Bernabéu] já ganhou a Volta a Portugal. E ainda há muitos outros com hipóteses: Santi Pérez, Constantino Zaballa, Danail Petrov, Sérgio Sousa ou até o Cândido Barbosa”, afirma o director-desportivo do Palmeiras Resort-Prio-Tavira, frisando o último nome, para que todos percebam que dispõe de duas armas, nada secretas.

O director-desportivo da Barbot-Siper tem noção de que Bernabéu é um trunfo. “O David é um bom contra-relogista e defende-se bem na montanha. No ano passado estivemos na luta e conseguimos o terceiro lugar – passou a segundo com a desclassificação de Nuno Ribeiro -, em 2010 vamos ver o que conseguimos fazer”, diz Carlos Pereira.

No que se prevê ser uma briga entre algarvios, o CC Loulé-Louletano-Orbitur-Aquashow promete “desafiar o favoritismo de David Blanco, que é o candidato número um”, segundo o director-desportivo louletano, Jorge Piedade. “A nossa intenção é discutir o primeiro lugar da Volta a Portugal, à partida com o Santi Pérez, que nos dá garantias”, acrescenta Piedade.

Afinal, em condições normais, é ou não possível bater David Blanco? “Atendendo à actual situação do ciclismo português, dificilmente haverá em Portugal alguém capaz de competir com David Blanco”. A opinião não pertence a qualquer adepto do corredor galego, foi proferida pelo director-desportivo da Madeinox-Boavista. José Santos aborda a Volta a Portugal sem líder definido, preferindo esperar para ver como se comportam Sérgio Sousa e Danail Petrov. Se nenhum dos dois mostrar capacidade para discutir a camisola amarela, o mais certo é vermos os axadrezados ao ataque, procurando lutar pelas etapas.

O percurso do costume
O percurso deste ano varia pouco relativamente às edições transactas, fazendo com que as etapas decisivas sejam as mesmas que foram determinantes nos anos anteriores. Apesar disso, “não devemos fazer muitas críticas à organização, pois esta precisa de ter verbas para levar a prova por diante”, concede José Santos, que não resiste a lembrar que o traçado “é um bocado repetitivo, as dificuldades são sempre as mesmas”.

A maior mudança está relacionada com a antecipação do contra-relógio para o penúltimo dia, abrindo a possibilidade de a derradeira etapa ser de consagração. “Depende do que acontecer até lá, mas estou convencido de que essa alteração em nada influirá na corrida, pois tudo deverá ficar decidido no contra-relógio”, crê Carlos Pereira. Esse é o medo de José Santos, que nada haja para discutir na última ligação. “As etapas já são poucas, com uma etapa em linha no final é menos uma”, estima o decano dos directores-desportivos em actividade em Portugal.

A lista de pré-inscritos deixou os responsáveis das equipas portuguesas de sobreaviso para alguns nomes. Vidal Fitas já traçou o perfil aos mais perigosos. “Há muitos homens de qualidade que já fizeram coisas importantes no ciclismo. É o caso de Emanuele Sella, Sergio Pardilla, Ruslan Pidgornyy ou Patrik Sinkewitz”, enumera o algarvio.

Foto: Carlos Rodrigues/PAD

12 comentários a “A Volta a Portugal vista pelos directores-desportivos nacionais”

  1. Escapou-me qualquer coisa.
    Essa da receita do gelo era para mim?

    Quanto ao resto, eu n tenho culpa que te custe entender os meus comentários, estou a falar de uma hipotética situação de corrida e do interesse que ela teria e tu vens-me atacar com coisas que nada têm haver. Por isso, é que te quis mostrar que qualquer um pode chegar ao ultimo dia com a liderança ou lá perto, basta uma fuga maluca para isso acontecer. Se isto te foi dificil de perceber mais n posso fazer.

    P.S: N te esqueças de me elucidar da receito do gelo que n percebi. De facto até fiquei curioso. Mas penso que é agua com gás que se mete ao congelador lol.

  2. Já que es tão esperto, aproveita e da-me a receita do gelo, pois a meses que ando a tentar saber, e uma pessoa com a sua inteligencia certamente que sabe, obrigado.

  3. David Blanco e o normal favorito a vitoria, mas para mim este ano o patrick sinkewitz ate porque ja participou numa volta a portugal e sabe como é, considero o um alvo a abater pelas equipas portuguesas, alias, coloco o mesmo quase a par de david blanco, ate porque a ISD NERi devido ao seu patrocinador definir portugal como grande objectivo de marking, aposto que preparou como ja e custume os seus corredores muito bem.. Atençao a Sinkewitz!!

  4. Vai ser uma Volta Portugal, muito disputada. Depois de saber os corredores inscritos, é que se pode ter mais noção dos candidatos à vitoria. Nas fileiras das equipas Portuguesas, há corredores, que vão estar na discusão da vitória. A partir de terça feira, saberemos mais sobre os inrcritos. Podemos depois analisar melhor os candidatos.

  5. QUE TEM A VOLTA A FRANÇA DE 2006….O PEREIRO SO GANHOU POR CAUSA DA UCI, POIS O VENCEDOIR ERA FLOYD LANDIS ( PORCO Xd)

  6. Eu digo, É-te dificil entender os comentários n?
    Eu estou a falar num caso hipotético, n quero dizer que o Candido pode chegar ou não. Quis com aquilo realçar uma situação de corrida que seria interessante. Podemos chegar ao ultimo dia e termos um desconhecido com 5 minutos para o 2º classificado. Existem muitas situações que podem acontecer numa corrida.
    Já que você é tão instruido na tactica do ciclismo o que me tem a dizer do Tour de France de 2006? Foi você que apostou no Pereiro para uma vitória final? É que se foi digo-lhe já que tem dotes de adivinho.
    Envie-me a chave do Euromilhões desta semana se não for incomodo. Obrigado.

  7. O V.S diz que o SERGIO nao e ciclista para vencer a volta.E pensa que o Candido vai chegar ao ultimo dia a 5seg do Blanco,ta lindo isto!!!!!!!!!!

  8. Sérgio Sousa e Danail Petrov não vejo como vencedores finais, mas certamente que podem aproveitar as suas qualidades em algumas etapas, o Boavista se for inteligente tem equipa para ir algumas vezes ao pódio durante a Volta.
    Cumprimentos

  9. claro que sergio sousa nao e um favorito a vitoria final , mas a par de petrov e uma aposta da madeinox boavista

  10. Quando o Sergio Sousa está no lote dos favoritos á vitória de uma volta a Portugal, está tudo dito sobre a qualidade das equipas Portuguesas.
    No entanto não quero dizer que o Sergio é um ciclista de baixo nivel que n é.
    Ele tem muita qualidade mas n penso que seja para vencer uma volta a portugal. É um ciclista talhado para outro tipo de provas.
    Se chegarmos ao ultimo dia com o candido a 5 seg do blanco como vai ser? Será que n vai aproveitar as bonificações? confesso que seria algo bonito de se ver.

Os comentários estão fechados.