Martín Garrido terceiro no contra-relógio e Alfredo Lucero novo comandante na Argentina

A terceira etapa do Tour de San Luis, um contra-relógio individual de 19,8 quilómetros, provocou mexidas na classificação, com Alfredo Lucero (Argentina A) a roubar a liderança ao compatriota Lucas Sebastian Haedo (Team Colavitta). A vitória de etapa foi para Jorge Giacinti (Argentina A), que cumpriu o exercício individual em 23m44s, à média de 50,056 km/h. O melhor homem do Palmeiras Resort-Tavira foi Martín Garrido, terceiro classificado na chamada “prova da verdade”. O desempenho de Garrido não rendeu grande frutos em termos de geral individual, uma vez que o argentino estava já bastante atrasado na tabela classificativa.

O contra-relógio veio provar que os ciclistas argentinos fazem questão de ser profetas na própria terra, pois confirmou que os corredores locais estão em clara superioridade face aos demais concorrentes. Na luta pelo primeiro lugar, Alfredo Lucero partia com uma desvantagem de 16 segundos em relação a Lucas Haedo. Apesar disso, mostrando-se muito mais forte do que o compatriota, Lucero saltou para a frente, tendo uma “renda” de 1m36 para administrar em relação a Jorge Giacinti. O mais novo dos irmãos Haedo caiu para o terceiro posto, a 1m54s do novo líder.

A prestação tavirense na etapa destacou-se pelo bom desempenho de Martín Garrido, que cedeu apenas 10 segundos para o vencedor da etapa. Os restantes elementos do colecivo algarvio ficaram fora dos 15 primeiros. Na geral individual, o melhor ciclista do Palmeiras Resort-Tavira é agora Alejandro Marque, que ocupa a 17ª posição, a 3m28s de Alfredo Lucero. Apesar do mediano desempenho individual, a equipa lusa ascendeu ao segundo lugar da geral colectiva, estando a 4m12s da Argentina A. O português João Correia (Team Bissell) foi 93º na jornada desta tarde.

Amanhã corre-se a quarta etapa. O pelotão terá pela frente uma ligação de 159 quilómetros que une San Luis a La Carolina. Uma contagem de montanha de segunda categoria a 17,6 quilómetros da chegada porderá seccionar um pelotão que deverá sofrer cortes na aproximação à meta, marcada por um quilómetro final a subir.

Classificações

3ª Etapa, San Luis – San Luis, 19,8 km (C/R)
1º Jorge Giacinti (Argentina A) 23m44s (Média:50,056 km/h)
2º Tom Zirbel (Team Bisseel), a 9s
3º Martín Garrido (Palmeiras Resort-Tavira), a 10s
4º Ben Maynes (Team Bissell), a 14s
5º Andrey Grivko (Team ISD), a 22s
6º Jason McCartney (Saxo Bank), a 26s
7º Magno Prado (Brasil), a 28s
8º Dirk Muller (Nutrixxion Sparkasse), a 34s
9º Ivan Basso (Liquigas), a 38s
10º Luis Amaran (Team Colavitta), a 43s
18º Alejandro Marque (Palmeiras Resort-Tavira), a 1m20s
25º David Blanco (Palmeiras Resort-Tavira), a 1m43s
69º Samuel Caldeira (Palmeiras Resort-Tavira), a 3m38s
93º João Correia (Team Bissell), a 4m16s
102º Krasimir Vasilev (Palmeiras Resort-Tavira), a 4m36s
103º Nelson Vitorino (Palmeiras Resort-Tavira), a 4m37s

Classificação Geral Individual
1º Alfredo Lucero (Argentina A), 8h42m40s
2º Jorge Giacinti (Argentina A), a 1m36s
3º Lucas Sebastian Haedo (Team Colavitta), a 1m54s
4º Andrey Grivko (Team ISD), a 2m12s
5º José Serpa (Diquigiovanni-Androni Giocattoli), a 2m19s
6º Ivan Basso (Liquigas), a 2m29s
7º Tom Zirbel (Team Bisseel), a 2m33s
8º Ben Maynes (Team Bissell), a 2m39s
9º Ignacio Pereyra (Argentina sub-23), a 2m57s
10º Luis Amaran (Team Colavitta), a 3m04s
17º Alejandro Marque (Palmeiras Resort-Tavira), a 3m28s
19º David Blanco (Palmeiras Resort-Tavira), a 3m33s
47º Martín Garrido (Palmeiras Resort-Tavira), a 7m51s
84º João Correia (Team Bissell), a 11m46s
89º Krasimir Vasilev (Palmeiras Resort-Tavira), a 12m06s
95º Nelson Vitorino (Palmeiras Resort-Tavira), a 12m36s
120º Samuel Caldeira (Palmeiras Resort-Tavira), a 16m54s