Riccardo Riccò condenado a dois meses de prisão com pena suspensa

O italiano Riccardo Riccò foi hoje condenado por um tribunal francês a uma pena suspensa de dois meses de prisão, devido ao duplo positivo por CERA (EPO de efeito prolongado) no Tour de 2008. Como pena acessória, a justiça gaulesa obriga o corredor ao pagamento de uma multa de três mil euros.

O ciclista já havia sido punido, pela justiça desportiva italiana, com uma suspensão de 20 meses e com uma multa de quase seis mil euros.

Riccardo Riccò representa agora a Ceramica Flaminia e tem estado no centro de uma polémica mediática, uma vez que a imprensa transalpina diz existirem negociações para que o trepador corra pela Quick Step na próxima Volta a Itália. As notícias foram desmentidas pela formação transalpina, mas foram confirmadas pelos representantes do ciclista.

Foto: Ceramica Flaminia

7 comentários a “Riccardo Riccò condenado a dois meses de prisão com pena suspensa”

  1. Da maneira que isto está quem não tomar encontra-se em desvantagem, pois todos os outros tomam, para mim são todos uns dopados, só ainda não temos os meio tecnicos para o provar, mas ainda assim acho que se todos tomam, entao estão todos em igualdade, e o vencedor é o melhor.E no futuro ao testar o sangue armazenado destes vencedores comprovar-se-á que tenho razão no que digo. Mesmo assim adoro o ciclismo, porque será?

  2. Se toma, tem que ser suspenso e nao impoorta se confessou ou colaborou com as autoridades, tomou, é um facto, tem que ser suspenso

  3. que pena…….

    ele até foi honesto….

    esta gente havia de ser irradicada do ciclismo!!!!!

Os comentários estão fechados.