Armstrong: “resultados [luta contra o cancro] não são suficientes”

“O cancro em todo o mundo tornou-se um enorme problema, estamos satisfeitos com os resultados já alcançados, mas não é suficiente”. Lance Armstrong falou hoje diante de um plateia de 300 pessoas no Royal Adelaide Hospital, um dia após a participação na Cancer Council Classic, prova que pretende alertar consciências para esta doença.

“O cancro é um verdadeiro terror”, salientou. “No 11 de Setembro, mais de tres mil pessoas morreram e o mundo parou. Durante a minha retirada do ciclismo, faleceram 28 milhões de pessoas”.

De acordo com o oncologista australiano David Hill, que também esteve presente no encontro com Lance Armstrong, um caso de cancro será  detectado em 12 milhões de pessoas no mundo em 2009. Destes, aproximadamente 5 milhões deles deverão falecer. “O cancro mata mais gente do que a SIDA, tuberculose e malária juntos”, afirmou.