UCI congratula-se com primeira suspensão do passaporte biológico

A União Ciclista Internacional (UCI) congratulou-se hoje com a sanção de dois anos de suspensão e 13 mil euros de multa imposta ao italiano Francesco de Bonis. A UCI considera que este castigo é histórico, pois trata-se do primeiro processo aberto ao abrigo do passaporte biológico a resultar numa suspensão efectiva. Ou seja, de Bonis é o primeiro corredor a ser afastado sem que se tenha provado que tomou qualquer substância proibida ou que usou um método interdito. O passaporte biológico permite que os ciclistas sejam punidos por terem valores sanguíneos que os especialistas consideram impossíveis de alcançar sem dopagem, mesmo que os controlos efectuados não detectem o recurso ao doping.

O corredor promete recorrer para as instâncias superiores, pois discorda do método de punição com base no passaporte biológico, afirmando que se trata de um processo em que os corredores ficam sem direito de defesa.

Quase um ano depois de abertos os processos com base no passaporte biológico, o Comité Olímpico Italiano foi a instituição que aplicou a primeira sanção. Trata-se de um mau prenúncio para Franco Pellizotti, que espera, em suspensão preventiva, que o seu caso seja decidido.

Apesar de ser o primeiro corredor punido pelo passaporte biológico, de Bonis não é o primeiro desportista. Já houve sanções anteriores no esqui de fundo na patinagem de velocidade, com validação jurídica pelo Tribunal Arbitral do Desporto.

Outro corredor que viu confirmado o castigo foi o espanhol Antonio Colom, este por consumo de EPO. Ficará fora das estradas até Junho de 2011 e terá de pagar 46.958 euros.

14 thoughts on “UCI congratula-se com primeira suspensão do passaporte biológico”

  1. Não acho que a dificuldade das provas seja desculpa para alguma coisa. Como disse o Evans, apesar deste Giro ser a nível de percurso uma barbaridade, não é mais difícil que o Tour pelo facto de aí o ritmo ser bastante superior. Ou seja, pare estes tipos a questão não é se aguentam 6300m de acumulado como vão ter amanhã mas antes a que ritmo se faz isso. Agora, para um spinter de 90 kg é que não há milagres, esses sofrem de que maneira for. Em relação ao doping, este Giro parece estar a ser muito positivo com Evans e Basso com valores sanguíneos bastante normais e o Basso a dominar o Zoncolan fazendo mais 1m40s que a dupla Simoni/Piepoli há uns anos atrás. Não obstante o perfil das etapas ser diferente, 1m40s é muito tempo a este nível.

  2. passaporte biológico é algo de valor e que mostra mais um passo em frente na guerra anti-doping.

    Mas que não se pense que resolve, podem continuar a enganar e a batotear o sistema. É preciso continuar a trabalhar contra os batoteiros e aldrabões.

  3. obrigado pela informação, nao estava bem esclarecido. Mas li algures, que o roberto amadio, manager da liquigas disse que pelizoti ia estar nos nacionais italianos e a partida do tour, e que a liquigas iria levar o caso a estancias superiores. Ainda vai dar muito que falar

  4. bem… na minha opiniao era facil terminar com o doping…
    fazia como muitos desportos… em vez de existirem etapas com 5 e 6 dias seguidos eu terminava com isso… passavam a existir premios mas sempre com um dia de descanço a seguir… e em vez de 150 a 200 km alterava para 80 a 100 km… assim ja teriamos uma modalidade mais à escala do que um ser humana pode fazer sem recorrer a recuperações exageradas e recursos a outras substancias para ganharem força.. isto é so e apenas a opiniao! os futebolistas se jogarem numa semana 2 jogos ja andam todos atrapalhados para trocarem datas devido aos dias de descanso e prepração que devem ter… o mesmo se devia aplicar a todos os desportos 😉 os ciclistas são humanos… nao super herois…

  5. Julio és mesmo burro és,apenas as duas ultimas frases eram dirigidas a ti…adiante:mas explico-te a “vontade de chorar”,espero que consigas entender…depois de várias defesas aos dopados,temos uma nova versão:só controlados em provas e acusando deveriam ser punidos..meu Deus…as novas regras(passaporte)é trabalho de cientistas,não é do trolha”ali da esquina”,se há uma disparidade entre valores é porque houve dopagem…ponto final,entendes!?!?!Quando os ciclistas fazem o ciclo”das bombas”,estão à mercê dos “vampiros”,rezam para que não aparecam,se aparecem,esperam que “a bola bata na trave”,se não bate dizem-se ser fisiologicamente “super-homens”,ou que comem mt carne de vaca(nandrolona)….com o passaporte mt transfusão vai ficar a meio,ou aliás,vai haver sangue a entrar no mercado para venda…3 packs de sangue O+,Eritrócitos 5,9..hematocrito 49,5…hemoglobina 16,5….quem dá mais…!?!?!?E o Pelizotti será visto no maximo a treinar….embora preferisse vê-lo como vi o Nuno Ribeiro…em cima de um tractor na lavoura…

  6. Julio, se o joão silva é quem eu estou a pensar, olha que a até percebe.

    Mas o principios dos principios obviamente que é não se dopar! mas temos que admitir que a posição dos midia em relação ao ciclismo não é a melhor!

  7. Júlio, acho que ainda não percebeste que agora há uma nova infracção às regras: valores anómalos no passaporte biológico é igual a acusar uma susbtância proibida. Os cientistas que tratam disso estipularam os valores que são normais, quem tiver valores que fujam à regra é porque se dopou. É isto que significa o passaporte biológico, portanto o Pelizoti vai ser como o Bonis, vai ser castigado, só não se sabe é quando. Não vale a pena teres ilusões.

  8. joao silva se meu comentario da vontade de chorar o teu mete um nojo tremendo, nao percebes nada de ciclismo, nem de bike deves saber andar, parece que es um jogador da bola que passou aqi por acaso e viu esta noticia e resolveu opinar. Aqi trata se de ciclismo, nada mais, eu dei a minha opiniao, e é raro comentar aqui alguma coisa, mas sim, defendo o homem da liquigas, é um dos meus favoritos, mostrou valores irregulares? bora la invesigar, mas ao menos deixem no correr, porque nao acusou nada, e nao tem cadastro nessas coisas na sua carreira

  9. João Silva: mas temos que admitir que dá se mais importância (midia) ao ciclista que se dopou (tenha ganho provas ou não) do que ao ciclista que ganhou a prova (justamente).
    (INFELIZMENTE)

  10. Assobiam para o lado porquê?Deixem os futebolistas(não sou),querem desviar atenções porquê?Incomodavos?Quem não deve não teme,é a conversa ..erraram,merecem 2ªoportunidade,agora esta do…no futebol é a mesma coisa…o futebol é universal,ciclismo não,e a cada dia perde espaço,e são os dopados que lhe fazem a cova,fizeram batota têem que ser castigados duramente,não apenas 1 ou 2 anos que são férias…cada vez há menos interessados em apoiar o ciclismo,têem medo de “borrar” o nome nesta modalidade envenenada…Há mt gente interessada no comercio doping,pela razão A/B/C…e mts vêem para aqui opinar…o post do Julio dá “vontade de chorar”…Julio(ou lá quem és) és um ignorante.

  11. Os dopados são sempre os ciclistas, hum… os futebolistas nunca tomam nada, coitados são tão burros que não sabem o que é doping, porque é que nenhum futebolista é apanhado com doping, porque é que massacram todos os dias esta modalidade, pois ha ciclistas que não fazem batota, sim há que punir os batoteiros, mas limpem os batoteiros do futebol e depois venham falar do ciclismo

  12. E eu quero ver todos os batoteiros de todos os desportos apanhados e punidos, nem que para isso os resultados desportivos não sejam tão fantásticos como têm sido. Abaixo os batoteiros e criminosos no desporto!!!!

  13. nao devia de ser assim, sem provas nem sem ter acusado, qero ver o pelizotti no tour com nibali basso e kreuziger

Os comentários estão fechados.