Cadel Evans: “É preciso ser um trepador versátil para ganhar o Giro”

Vitória na Amstel é o principal feito de Evans ao serviço da BMC
Vitória na Amstel é o principal feito de Evans ao serviço da BMC

O australiano Cadel Evans (BMC), apontado como um dos principais candidatos à vitória na Volta a Itália, que se disputa de 8 a 30 de Maio, dá a receita para o sucesso na Corsa Rosa: “É preciso ser um trepador versátil para ganhar o Giro”, diz. O campeão do mundo de fundo destaca três corredores como maiores adversários. “De momento, apontaria Ivan Basso, Carlos Sastre e Alexandre Vinokourov. Depois, durante a corrida, há sempre um ou outro corredor inesperado que temos de acrescentar à lista”, afirma.

De regresso ao Giro, após a participação em 2002, Cadel Evans entende que, além das etapas de alta montanha, há que estar atento a toda a primeira semana, sobretudo à sétima tirada, que passa por alguns dos troços de gravilha que integram o percurso da clássica Eroica.

Em jeito de balanço da primeira metade da época, o australiano congratula-se com o triunfo na Amstel Gold Race Fleche Wallone e com outros bons lugares, mas gostava de ter vencido mais corridas. “Teria sido bom ganhar um pouco mais, estive perto de o fazer em várias ocasiões. Olhando para trás, estou muito contente com o trabalho que fizemos na equipa e com o progresso que conseguimos”, conclui o corredor.

Foto: BMC

5 comentários a “Cadel Evans: “É preciso ser um trepador versátil para ganhar o Giro””

  1. O mais bem preparado para vencer o Giro, sem dúvida é Cadel Evans, que encontra-se em grande fase e motivado com ultimos excelentes resultados. “Campeão Mundial de Estrada em 2009 e a recente Fleche Wallone, batendo o Contador na chegada após uma dura escalada.
    Sem dúvida, além de ser uns dos favoritos, ele MERECE.

  2. Será que este gajo bem pesado conseguirá vingar nas duras subidas ?
    Força Sastre
    O Basso coitado, o pódio já era muito bom

  3. Entendo que o Cadel Evans esteja com melhor equipa, mas não me parece que o giro seja o cenario para um contrarrelogista nato, mas sim para trepadores, Sem Alberto Contador, Vinokourov tem optimas chances de vencer, pois tem estado melhor nas ultimas provas, Sinceramente apostaria ou em Ivan Basso se a liquigas estiver bem tácticamente, ou numa surpresa, mas opinião pessoal

Os comentários estão fechados.