Domingos Gonçalves terceiro na abertura do Giro delle Regioni

O português Domingos Gonçalves foi o terceiro classificado na primeira etapa do Giro delle Regioni, hoje conquistada pelo italiano Enrico Battaglin. A tirada de 139,5 quilómetros teve partida e chegada a Montefiascone e decidiu-se num sprint a dois, com Gonçalves a poucos metros de distância. O homem da casa foi o mais rápido, batendo o esloveno Jan Tratnik, que ontem venceu o GP della Liberazione.

Ao contrário do que fez na prova em que participou ontem, em que optou por atacar de longe, a Selecção Nacional/Liberty Seguros esteve hoje discreta ao longo de grande parte da etapa, não participando nas escaramuças que se foram sucedendo.

Só a 27 quilómetros do final é que as cores lusas começaram a brilhar na frente. Foi nessa altura que Domingos Gonçalves integrou o grupo de seis corredores que assumiu a cabeça-de-corrida. Atrás formou-se um bloco de nove unidades, à frente do pelotão, de onde saltou Enrico Battaglin, que alcançou os ciclistas mais adiantados. Os últimos quilómetros ficaram marcados por vários ataques e contra-ataques.

A cinco quilómetros da chegada, Battaglin e Tratnik ficaram sozinhos no comando. Já dentro do último quilómetro, Domingos Gonçalves foi no encalço do duo, o que lhe permitiu chegar ao pódio da etapa.

“O Domingos Gonçalves esteve muito bem ao longo de toda a etapa e dá-nos garantias de poder lutar pela posição que alcançou e até por melhorá-la. No entanto, a etapa de amanhã é muito difícil. Além de três prémios de montanha ao longo do percurso, temos de contar com os três quilómetros finais muito inclinados, podendo provocar diferença. A Itália leva vantagem, pois lidera e ainda por cima corre com duas equipas, A e B, e os colombianos podem fazer a diferença sempre que há subidas. Apesar disso, o desempenho dos nossos jovens dá-nos garantias de podermos estar na discussão da corrida”, entende o seleccionador nacional, José Poeira.

O Giro delle Regioni, corrida da Taça das Nações de Sub-23, termina amanhã. Os corredores vão percorrer 154,1 quilómetros, com partida e chegada a Bagno di Romagna. A viagem contempla três prémios de montanha, um de primeira categoria e dois de segunda. Sem pontuar para a classificação dos trepadores, a chegada faz-se numa rampa muito inclinada, que poderá ser decisiva.

CLASSIFICAÇÃO
Montefiascone – Montefiascone, 139,5 km
1º Enrico Battaglin (Itália B), 3h18m00s (Média: 42,273 km/h)
2º Jan Tratnik (Eslovénia), a 1s
3º Domingos Gonçalves (Selecção Nacional/Liberty Seguros), a 11s
22º João Mendonça Pereira (Selecção Nacional/Liberty Seguros), a 1m04s
33º Marco Coelho (Selecção Nacional/Liberty Seguros), mt
35º Amaro Antunes (Selecção Nacional/Liberty Seguros), mt
57º Nelson Oliveira (Selecção Nacional/Liberty Seguros), mt
80º Luís Afonso (Selecção Nacional/Liberty Seguros), a 3m10s

4 comentários a “Domingos Gonçalves terceiro na abertura do Giro delle Regioni”

  1. E não fosse o esforço suplementar para chegar ao duo da frente já no último km e as condições para disputar o sprint seriam outras, mas é um óptimo resultado.

  2. Bom resultado, amanhã será a ultima etapa, não sei o perfil, mas com esforço pelo menos pode-se manter-se no 3º Lugar, que sería um optimo resutlado!!! Força Portugal

  3. E ainda dizem que os portugueses nao têem valor… Se tivessemos equipas de protour tinhamos portugueses no top… Andam muitos italianos e espanhois a apanhar bonés. O tondo que já ganhou uma etapa pro tour correu em portugal por isso imagem termos muitos mais lá fora… É pena!!!

  4. para todos os maus comentadores…
    o poeira nao sabe mesmo correr e escolher a equipa mas para fazer estes resultados la fora nao sei bem se e facil!
    ja nao sou ciclista , mas tive a oportunidade de trabalhar com o Poeira e de ir correr la fora, e nao é nda facil… Antes de mais os parabens a este SR Poeira e a toda a equipa q la esta, incluido mecanicos, massagistas e medico!~
    deixem-se de comentarios mesquinhos como os das outras corridas!

Os comentários estão fechados.