Minhoto David Vaz conquista liderança da Taça no Algarve

O minhoto David Vaz (Bicicletas Lavarinhas/Viana Ciclo Clube) venceu hoje a Maratona de Alte, saltando para o primeiro lugar da Taça de Portugal de Maratonas (XCM) Sport Zone. O antigo profissional de estrada adaptou-se perfeitamente ao calor e à dureza do percurso de 100 quilómetros, ganhando em solitário com um tempo de 4h07m29s. O pódio foi todo ocupado por homens da equipa capitaneada por Rui Lavarinhas. O segundo classificado foi José António Silva, a 3m20s, e o terceiro Rúben Oliveira, a 7m26s.

Além da elite masculina, só os veteranos C passaram a ter novo líder na geral. Em todos os outros escalões manteve-se a hierarquia estabelecida pela Maratona do Centro. Sandra Araújo (Team Bike Zone/Quintajense) foi a mulher mais forte na Maratona de Alte, seguida de Celina Carpinteiro (BTT Loulé/Loulé Concelho). Apesar de não ter ido além do quarto lugar, Carla Cabral (BTT Seia) segurou a primazia na Taça de Portugal.

José António Silva (Bicicletas Lavarinhas/Viana Ciclo Clube) só foi batido pelo elite David Vaz, pelo que voltou a ser o melhor veterano A, acrescentando vantagem àquela que já detinha. Vítor Gamito fez o mesmo em veteranos B, assim como Susana Reis (Galitos/Extrusal/Madeivouga/Volybox) em veteranas.

A mudança deu-se em masters C. A corrida de Alte foi ganha por Carlos Correia (BTT Loulé/Loulé Concelho), mas o novo líder é Abílio Moreira (Airbike AC), quarto no Algarve.

A Maratona juntou uma multidão de participantes, com a prova de massas a engrandecer a corrida da Taça de Portugal Sport Zone. A prova integrou os Jogos de Centenário, comemorações oficiais dos 100 anos da República Portuguesa.

1 comentário a “Minhoto David Vaz conquista liderança da Taça no Algarve”

  1. QUando em 2001 deixei de praticar btt de competição prespectivei que o futuro da modalidade passava pela sua interacção com o ciclismo de estrada.
    Depois da PAD ter deixado a organização do btt e de terem surgido empresas como a do Agostinho que muito fez e faz pelo progresso do btt em Portugal,mas depois desse periodo em que os grandes organizadores deixaram de lado o btt,novas ideias surgiram mas sempre havia uma separação entre as duas áreas a estrada e o btt,a opinião geral era que isso iria ser sempre assim,porém,passados menos de 10 anos o que se vê é a presença em força de atletas da estrada no btt ,isto depois de muitos do btt terem andado,talvez com menos exito,pela estrada,é interessante verificar que isso e outras coisas de que se falavam nessa altura,já tão distante,se tornaram realidade agora.

Os comentários estão fechados.