Minhoto David Vaz conquista liderança da Taça no Algarve

O minhoto David Vaz (Bicicletas Lavarinhas/Viana Ciclo Clube) venceu hoje a Maratona de Alte, saltando para o primeiro lugar da Taça de Portugal de Maratonas (XCM) Sport Zone. O antigo profissional de estrada adaptou-se perfeitamente ao calor e à dureza do percurso de 100 quilómetros, ganhando em solitário com um tempo de 4h07m29s. O pódio foi todo ocupado por homens da equipa capitaneada por Rui Lavarinhas. O segundo classificado foi José António Silva, a 3m20s, e o terceiro Rúben Oliveira, a 7m26s.

Além da elite masculina, só os veteranos C passaram a ter novo líder na geral. Em todos os outros escalões manteve-se a hierarquia estabelecida pela Maratona do Centro. Sandra Araújo (Team Bike Zone/Quintajense) foi a mulher mais forte na Maratona de Alte, seguida de Celina Carpinteiro (BTT Loulé/Loulé Concelho). Apesar de não ter ido além do quarto lugar, Carla Cabral (BTT Seia) segurou a primazia na Taça de Portugal.

José António Silva (Bicicletas Lavarinhas/Viana Ciclo Clube) só foi batido pelo elite David Vaz, pelo que voltou a ser o melhor veterano A, acrescentando vantagem àquela que já detinha. Vítor Gamito fez o mesmo em veteranos B, assim como Susana Reis (Galitos/Extrusal/Madeivouga/Volybox) em veteranas.

A mudança deu-se em masters C. A corrida de Alte foi ganha por Carlos Correia (BTT Loulé/Loulé Concelho), mas o novo líder é Abílio Moreira (Airbike AC), quarto no Algarve.

A Maratona juntou uma multidão de participantes, com a prova de massas a engrandecer a corrida da Taça de Portugal Sport Zone. A prova integrou os Jogos de Centenário, comemorações oficiais dos 100 anos da República Portuguesa.

One thought on “Minhoto David Vaz conquista liderança da Taça no Algarve”

  1. QUando em 2001 deixei de praticar btt de competição prespectivei que o futuro da modalidade passava pela sua interacção com o ciclismo de estrada.
    Depois da PAD ter deixado a organização do btt e de terem surgido empresas como a do Agostinho que muito fez e faz pelo progresso do btt em Portugal,mas depois desse periodo em que os grandes organizadores deixaram de lado o btt,novas ideias surgiram mas sempre havia uma separação entre as duas áreas a estrada e o btt,a opinião geral era que isso iria ser sempre assim,porém,passados menos de 10 anos o que se vê é a presença em força de atletas da estrada no btt ,isto depois de muitos do btt terem andado,talvez com menos exito,pela estrada,é interessante verificar que isso e outras coisas de que se falavam nessa altura,já tão distante,se tornaram realidade agora.

Os comentários estão fechados.