Nelson Oliveira esteve em fuga mas cedeu nos quilómetros finais

Involuntariamente, Nelson Oliveira serviu de lançador para o triunfo de Tratnik
Involuntariamente, Nelson Oliveira serviu de lançador para o triunfo de Tratnik

O português Nelson Oliveira (Selecção Nacional/Liberty Seguros) andou em fuga durante 60 quilómetros, mas acabou por pagar a factura de uma iniciativa a solo demasiado prolongada, não tendo forças para lutar pelo triunfo no GP della Liberazione, prova ganha neste manhã pelo esloveno Jan Tratnik.

O vice-campeão mundial de contra-relógio em sub-23 mostrou-se atento e estava no grupo da frente quando algumas dezenas de corredores se adiantaram ao pelotão, quando estava disputada cerca de metade da prova de 138 quilómetros, corrida em Roma. Com 66 quilómetros já nas pernas, Nelson Oliveira demonstrou inconformismo e saiu em solitário, uma acção temerária, tanto que Portugal não tinha qualquer outro elemento no grupo da frente.

Apesar de estar sozinho e de a velocidade na perseguição ser elevada, Oliveira conseguiu esticar a vantagem até esta chegar a um minuto. O esloveno Jan Tratnik compreendeu o perigo e foi no encalço do português, alcançando-o a cerca de 40 quilómetros da chegada. O duo esteve junto até faltarem 12 quilómetros para a meta. Nessa altura, Nelson Oliveira ficou completamente “a pé”, enquanto o esloveno pedalou para uma vitória em solitário. O segundo seria Michael Mattews (Team Jayco Skims) e o terceiro Edoardo Constanzi (Zalf Desirée Fiori).

CLASSIFICAÇÃO GP DELLA LIBERAZIONE
1º Jan Tratnik (Eslovénia), 3h18m01s
2º Michael Matthews (Team Jayco Skins), a 31s
3º Edoardo Constanzi (Zalf Desirée Fiori), mt
46º Luís Afonso (Selecção Nacional/Liberty Seguros), a 40s
71º Nelson Oliveira (Selecção Nacional/Liberty Seguros), a 2m05s
97º Domingos Gonçalves (Selecção Nacional/Liberty Seguros), a 4m29s

1 comentário a “Nelson Oliveira esteve em fuga mas cedeu nos quilómetros finais”

  1. Comentarios para quê? É um artista português e não sei se não usa pasta medicinal …. uma coisa é certa, com uma selecção em que cada um puxa para seu lado…a prova de hoje soube a pódio.

Os comentários estão fechados.