Rafael Reis no top 10 do Paris – Roubaix Júnior

Vitória em Loulé foi prenúncio de bom resultado em França
Vitória em Loulé foi prenúncio de bom resultado em França

O  português Rafael Reis conseguiu a nona posição na prova de juniores do Paris – Roubaix, que hoje se disputou em França com vitória do belga Jasper Stuyven. O corredor da Selecção Nacional/Liberty Seguros estreou-se da melhor maneira numa complicada corrida de 122,4 quilómetros, dos quais 29,1 eram em empedrado.

Apesar de ser a primeira vez que a equipa nacional participou no Paris – Roubaix, o desempenho foi globalmente positivo. Rafael Reis, Ricardo Ferreira, Leonel Coutinho e Samuel Magalhães estiveram entre a minoria de corredores que conseguiram terminar a prova, apesar dos muitos percalços técnicos que os lusos sofreram ao longo da extenuante aventura.

A cereja no topo do bolo foi o resultado de Rafael Reis. O natural de Palmela entrou no velódromo na discussão do quinto lugar, mas quatro adversários foram mais rápidos no sprint por aquela posição.

“Foi a nossa estreia e conseguimos um excelente lugar nos dez melhores. Além disso, a maior parte da equipa chegou ao fim, feito de que poucos colectivos poderão gabar-se, mesmo aqueles que têm mais experiência nesta clássica. Sabíamos que se tratava de uma prova muito dura, mas só participando temos a noção completa das dificuldades. Até os carros de apoio têm problemas para passar nos sectores de ‘pavé’, quanto mais os corredores”, comentou o seleccionador nacional, José Poeira.

O Paris – Roubaix é a primeira corrida pontuável para a Taça das Nações de Juniores. O resultado de Rafael Reis coloca Portugal na sexta posição. O ranking é comandado pela Bélgica.

Classificação
Paris – Roubaix, 122,4 km
1º Jasper Stuyven (Bélgica), 3h21m55s
2º Daniel McLay (Grã-Bretanha), mt
3º Lawson Craddock (Estados Unidos da América), mt
4º Kirill Yatsevich (Rússia), mt
5º Yannick Vanbrabant (Bélgica), a 33s
6º Matthew Bailey (Grã-Bretanha), mt
7º Sam Harrison (Grã-Bretanha), mt
8º Erik Ottema (Holanda), mt
9º Rafael Reis (Portugal), mt
10º Dieter Bouvry (Bélgica), mt
24º Ricardo Ferreira (Portugal), a 1m59s
43º Leonel Coutinho (Portugal), a 5m12s
49º Samuel Magalhães (Portugal), a 6m23s

19 comentários a “Rafael Reis no top 10 do Paris – Roubaix Júnior”

  1. Ao km90 ou la como é, quem trazia 4/5min era obrigado a desistir…por isso que dos 130 so 62 acabaram. È mesmo para a organização dizer que nem todos acabam…porque ali com uma queda e como os carros estao muito atras e nao têm espaço para passarem, é mt facil apanhar 5 min.

    Mas todos a conseguiam acabar. E o Flávio e o Gonçalo n traziam muito tempo.Estavam a fazer uma prova razoavel.

    Parabens a todos! e força POrtugal

  2. tinha 5min de tolerancia ao km90 ou assim…entende?
    por isso que dos 130 so 60 acabaram…
    todos conseguiam acabar mas com essa historia so metade conseguem…é mesmo para a organização dizer que nem todos a acabam e tal…
    da selecção espanhola nem 1 acabou. nem todos se dao bem com o pavé

  3. Parabens reis!

    Flavio e gonçalo não há que desanimar!!! o ciclismo é assim…

    força ai campeoes!

  4. se tinha 5 mim de tolerancia so , como o samuel tem 6 mim , e n foi obrig a disistir ?

  5. Luis,
    Continua a trabalhar que se a selecção participar no proximo ano provavelmente terás a oportunidade de mostrar o que vales.

  6. que privilégio… tão novos e já com a oportunidade de correr o paris-roubaix. Parabéns!!!!

  7. olhem….quando conseguirem correr no paris roubaix falem….pq ver na tv sentadinho no sofa n é nada….os paralelos de portugal sao estrada em bom estado para aqilo!

  8. o “toma lá bebe”…eras tu que com 2 anos de ciclismo tavas na selecção a fazer uma das mais miticas provas do mundo???

    ja se sabia que n era para ele…
    é normal… e pelo que me adiantou o poeira ele andou bem e q ja estava a espera…mal chegaram ao pave notou.se a falta de peso…
    e ele nao desisitiu…ia com 4min do 1º ao km87 e foi obrigado a disistir…por causa da prova dos pros so tinham 5min de tolerancia….e entao…nao anda nada’!??!? andas tu!??!? de gola….

  9. Rafael Reis é o maior, amo-te muito e tenho a honra de acompanhar o te crescimento pessoal e profissional no ciclistimo, e me arrisco a dizer que nu futuro bem proximo você vai estar no top 5, oq não falta muito e um dia vou ler nas noticias qe Rafael Reis é campeão internacional de ciclismo no contra relógio.. 😀
    Na Torcida sempre por ti…
    Fã number #1

  10. PAREM DE FALAREM , SOBRE UM JOVEM QUE TEM CAPACIDADE DE SER UM GRANDE CICLISTA.
    FORÇA FLAVIO QUE BRAGANÇA ESTA CONTIGO E PARIS TAMBEM TE OBSERVA.

  11. estes gajos querem falar mal da ASC mas nem o nome sabe escrever xD
    Sim desistiu, mas querias o que? que fizesse milagres? ja viste o peso dele? são opções do selecionador, ja o leonel acabou, em que lugar nao sei, mas acabou.. parabens rafael :p

  12. Grande resultado! Também em juniores Portugal começa a dar nas vistas na Taça das Nações. Importante este tipo de participações que permitem aos nossos jovens corredores ganhar ‘endurance’ ao mais alto nível e progredir na sua formação com outra ‘embalagem’ até às elites, uma vez que assim, os mais aptos, poderão chegar a essa fase já bastante ‘rodados’. Parabéns também à Liberty Seguros, depois do fiasco da Volta a Portugal, apoiar as selecções jovens.

  13. muitos parabens a nossa selecçao…tinha de ser um do acs a desistir…onde ja se viu levar um ciclista que nao esta a andar nada para uma prova destas…

  14. Ora aí está mais um bom resultado para o nosso ciclismo. Não vai faltar muito e iremos ser uma referência ao nível da qualidade.

Os comentários estão fechados.