Antigo guarda-costas de Armstrong espera telefonema

O antigo guarda costas de Lance Armstrong, o bruxelense Serge Borlée não foi convidado pelo norte-americano para o desempenho das suas funções profissionais mas admite que tal contacto possa proporcionar-se, não obstante estar desde o ano passado ligado ao apoio do corredor australiano Cadel Evans (Silence-Lotto), um dos principais rivais de Armsntrong no Tour 2009. “De momento, a pergunta não se coloca. Permaneço com Cadel Evans e trabalharei para a Silence-Lotto no próximo ano. Lance ainda não me contactou. Agora, nunca se sabe o que se pode passar. Sou o único a realizar este trabalho, a ter experiência neste domínio. E, no Tour, não se pode improvisar”, avaliou Borlée, que começou a “carreira” como massagista (Histor-Sigma, Motorola, Telekom, US Postal), antes de se reconverter em “guarda-costas” no Tour 2002.
As funções de Borlée passam pela defesa do seu protegido da multidão da Volta, salvaguardando-o das palmadas das costas do público, das solicitações, e evitar perdas de tempo que atrasem a sua recuperação.

Fonte: Derniere Heure des Sports