Fábio Ferreira em quarto na Ásia

A penúltima etapa da Volta ao Mar do Sul da China, hoje disputada no circuito de 108 quilómetros em Zhuhai, deixou tudo em aberto para a discussão da vitória final e permitiu que se visse um corredor português, Fábio Ferreira (Crédito Agrícola), na discussão do triunfo na tirada. Fábio foi quarto, com o mesmo tempo do vencedor, o australiano Bradeley Hall (City of Perth Cycling Team), tendo ambos integrado o corte de sete elementos que se adiantou ao pelotão em 10 segundos. A liderança permanece em poder do chinês Gang Xu (Hong Kong HSS Institute), mantendo-se Micael Isidoro, que hoje desceu para a décima posição, como o melhor luso, a 21 segundos do primeiro.

Os restantes ciclistas nacionais terminaram a etapa de hoje no pelotão principal. Nelson Sousa foi o 11º, Sérgio Ruas entrou na 30ª posição, Micael Isidoro foi o 36º a passar o risco e Fábio Palma concluiu o esforço no lugar 68. Na geral, Micael Isidoro é o 10º, a 21 segundos do chinês que domina a competição. Nelson Sousa (23º) e Sérgio Ruas (34º) estão a 1m40s do líder, Fábio Ferreira (65º) tem um atraso de 1m58s e Fábio Palma (67º), a 2m08s da frente, fecha as contas da equipa de Pombal. Por equipas, o Crédito Agrícola subiu ao quinto lugar, a 1m30s da Selecção da China, que comanda.

A tirada de amanhã, disputada no antigo território português de Macau será decisiva, não só por ser a derradeira, mas também por ser a mais selectiva. A equipa portuguesa já conhece o percurso, em virtude de ter participado na edição transacta da prova, e o director-desportivo, Fernando Mota, já a sinalizou, ainda antes do arranque da prova deste ano, como a tirada em que o Crédito Agrícola poderá ter uma palavra a dizer para se intrometer nas contas da luta pelos lugares cimeiros.