Foto Descodificada

Corria o ano de 2000 quando o pelotão da Volta ao Alentejo teve uma chegada em alto na Serra de São Mamede, no mesmo ponto onde em 2008 a corrida ficou decidida. Há oito anos, o mais forte foi Claus Möller (Maia-MSS), cuja máscara de esforço não deixa dúvidas acerca da dureza deste prémio de montanha. O dinamarquês, que ingressava no ciclismo português depois de cumprida uma suspensão por dopagem, ganhou a etapa-rainha e a Volta ao Alentejo. Na imagem, vê-se ainda o massagista da equipa, Paulo Oliveira Silva – ainda hoje ao serviço do grupo liderado por Manuel Zeferino – a dar a primeira assistência e os parabéns ao herói da dura jornada.