Pedida suspensão de dois anos para Piepoli

O procurador contra a dopagem do Comité Olímpico Italiano, Ettore Torri, propôs esta tarde uma suspensão de dois anos para Leonardo Piepoli, na sequência do positivo por CERA, durante a última Volta a Itália. O corredor, 37 anos, apresentou-se hoje perante as autoridades antidopagem do seu país, sendo ouvido numa audiência, em que dispensou advogado, durante cerca de 20 minutos. De acordo com a Associated Press, Piepoli saiu da audiência recusando-se a falar à comunicação social.