Falta de passaporte biológico impede ciclista da BMC de correr

A União Ciclista Internacional (UCI) impediu a BMC, equipa do campeão mundial, Cadel Evans, de utilizar o norueguês Alexander Kristoff no Tour Down Under, corrida ProTour, que se disputa de 19 a 24 de Janeiro. A UCI alega que o corredor não está em igualdade de circunstâncias com os restantes elementos do pelotão, pois não tem ainda dados disponíveis no passaporte biológico. De acordo com os regulamentos, para participar numa prova do Calendário Mundial, cada corredor tem de ter os formulários de localização em dia e terá de ter sido submetido a pelo menos três controlos surpresa para efeito da constituição do respectivo passaporte biológico.

Alexander Kristoff, 22 anos, é o campeão norueguês de contra-relógio no escalão de sub-23 e é oriundo de uma equipa continental, Joker-Bianchi, onde as regras eram diferentes. A BMC já alterou o alinhamento para a corrida australiana. No lugar do norueguês vai correr o suíço Martin Kohler.

O corredor agora excluído só poderá participar nas principais corridas quando tiver o respectivo passaporte biológico activo, algo que não depende dele. Se não for sujeito aos controlos surpresa necessários, continuará de fora.

Fonte: Feltet.dk

Foto: Jarle Vines