Celestino Pinho impedido de defender liderança

Burocracia pode travar ambição do corredor
Burocracia pode travar ambição do corredor

O português Celestino Pinho não vai poder defender a liderança do ranking galego de ciclocrosse, devido a problemas processuais. A derradeira corrida pontuável para aquela classificação disputa-se no próximo sábado, 2 de Janeiro. Como a prova – Troféu Clube Ciclista de Maceda – se realiza em 2010 a participação depende de uma licença para esse ano. Acontece que o CC Loulé-Louletano-Aquashow, equipa que Celestino Pinho vai representar em 2010, ainda não pagou a licença do corredor nem viu o processo de inscrição avaliado pela União Ciclista Internacional.

Nestas circunstâncias, Celestino Pinho pediu à Federação Portuguesa de Ciclismo (FPC) a abertura de uma excepção para poder lutar pela liderança do troféu galego. A FPC não foi sensível aos argumentos do corredor, aplicando os regulamentos. Ou seja, sem licença para 2010, Celestino Pinho terá de ficar em terra.

O português comanda o ranking galego com 20 pontos de vantagem sobre Narciso Piñero (CC Spol Caixanova), único homem que pode alcançá-lo. Com a ausência de Celestino Pinho, o galego terá a tarefa facilitada.

14 comentários a “Celestino Pinho impedido de defender liderança”

  1. Mais uma vez se nota que para os lados de Campolide há filhos e enteados, pois quando para alguns é necessário um regime de excepção ele é feito… Para além desta situação também não sei como é que a Federação não apoia a ida do Celestino ao mundial quando já houve representações em Mundiais e outras provas por parte de selecções que se sabia antecipadamente que era para cumprir calendário. Tal como aconteceu com o Tiago Machado(que se quis preparar convenientemente para discutir o mundial de Sub23 e foi castigado) esta federação não gosta muito que certos atletas tenham este tipo de ambições.

  2. Sr carlos, você n percebeu as palavras do Helder Pereira pois ele estava a dar valor ás duas modalidades. O que ele quis dizer é que o BTT é uma modalidade com mtas vitorias e com pouco apoio federativo assim como o ciclocross o está a ser graças ao celestino e com pouco ou nenhum apoio da federação. Infelizmente aquando das eleiçoes voltou-se a eleger o mesmo para o poder. Das duas uma; ou ele é mto bom aos olhos da maioria ou então os defuntos tb podem votar cm no tempo do salazarismo.
    Isto sim é uma ditadura á boa moda antiga.

  3. Carlos se portugal tem resultados em Tour, Mundiais é graças ao ciclistas e seus familiares, porque a federação so aparece para recebrer os louros. Trabalhem na casa cor de rosa! é so tachos e compadrios, até mete nojo.

  4. e o pena 🙁

    Portugal quer ter nome lah fora e a federação fodeos ki e isto deixam o rapaza ganahr akilo
    força celestino

  5. Para o Helder Pereira… Não vás por esse caminho… Não queiram criar uma guerra entre a Estrada e o BTT. O BTT é uma vertente que está a crescer, e só este ano conseguiu visibilidade e apenas nos escalões de formação. A vertente de estrada tem inumeras conquistas ao longo da história (Top 10 do Tour, Medalas Olimpicas, Medalas em Mundias, Vitórias em Etapas das Grandes Voltas). O grande problema são as guerras pelos tachos dentro da FPC.

  6. Não tem a licença devidamente emitida, porque osa sewrviçosadmionistrtivos da Federação só perto da prova de abertura é que tem osa processos concluidos.
    Claro que a Federação não facilitará em nada o Celestino, que na opinião dos dirigentes, já devia ter ido á vida.
    È pena é que os Srs. dirigentes da FPC, não vão eles á vida deles …mas estão coladinhos ao poder num sistema que elege os incompetentes e os amigos do compadrio

  7. Ó tm parece-me que estás fora do contexto.
    É realmente uma pena que a burucracia portuguesa prejudique sempre os portugueses.
    Estou como o Helder Pereira, hj em dia o melhor é nascer ou naturalizar-se noutro pais que não em portugal. Em 2004 estive em angola e vi k lá funcionava tudo por interesses. Ngm fazia nada só pk estava correcto, apenas pk podem lucrar com isso. O que vejo agr é que portugal está igual ou pior.
    Quem n tem amigos morre mesmo na cadeia. Força tinão…

  8. Bem nao percebi este ultimo comentario…Realmente a nossa federaçao só ve o ciclismo de estrada…e parece que quem lá está só quer dinheiro…Espero que para 2010 isto mude….Deviam haver lá mais como o SR Delmino Pereira

  9. Palhaçada da federação… mais uma vez!!! se fosse com um menino bonito já estava inscrito!! Esses Artures e Delminos estão a fazer um bom trabalho em prol do ciclismo não haja dúvidas. Força Celestino

  10. A U.V.P./F.P.C. “ajudar” o Cntro de Ciclismo de Loulé? Meus amigos acordem pis se há pessoas com quem aparentemente a senhor presidente da U.V.P./F.P.C. não gosta é do C.C. de Loule já para nao mencionar outro spormenores cruzados.
    Se fosse o Sergio Paulinho entre outros, rpor certo que o problema estaria ultrapassado.

  11. épa o btt esta entrar com grandes nomes do ciclismo carlos matos mecanico do tavira esta a gostar desta modalidade quando pode nao falha a uma e ja esta a dar cartas tens é que investir numa maquina melhor forca matos

  12. acho uma vergonha! Cortarem assim as pernas a este corredor, que ia ganhar lutar por 1 titulo que muito trabalho lhe deu ..

  13. Se for verdade o que está escrito, ao Celestino só resta 1 alternativa: Naturalizar-se espanhol. É sempre a mesma m…….. a FPC só vê o ciclismo de estrada à frente dos olhos. Gostaria de recordar quantas titulos e provas no estrangeiro nós ganhamos no ciclismo de estrada todos os anos (excepção este ano ao espectular Rui Costa nos 4 dias de Dunquerque). Não sei se se lembram a muito custo tivemos um Vice-Campeão do Mundo de BTT e várias vitórias em provas de BTT da Taça do Mundo e agora outro luso (ainda) a limpar o ciclo-crosse em Espanha. Subsidiodependentes

Os comentários estão fechados.