Matteo Priamo suspenso até Fevereiro de 2013

Quatro anos de suspensão para o italiano Matteo Priamo que, segundo acusação da procuradoria Anti-dopagem do Comité Olímpico Italiano foi cúmplice na venda de EPO/CERA ao colega de equipa, Emanuelle Sella, quando ambos competiam na CSF Navigare. Priamo foi condenado pelo Tribunal Arbitral do Desporto (TAD) vigorando a suspensão de 27 de Fevereiro de 2009 a 26 do mesmo mês de 2013. O castigo comporta ainda a anulação de todos os resultados conseguidos desde Fevereiro até à data.

5 comentários a “Matteo Priamo suspenso até Fevereiro de 2013”

  1. Uma pergunta… o Priamo não produziu a EPO, pois não? quem lhe forneceu? terá sido outro colega? a cadeia não termina no Priamo. ele só forneceu ao Sella porque seguramente confiava nele e o considerava como amigo, ele è só um ponte de passagem da EPO.

  2. O Sella se não acusá-se positivo não iria denunciar Priamo, só o fez para diminuir a pena, daí se pode tirar certas conclusões sobre o seu caracter, e retirar tambem os seus resultados conseguidos, continuo a achar uma pena demasiado pesada

  3. De acordo com o Rui. Não faz sentido que Emanuelle Sella se exiba agora, a correr outra vez, com apenas um ano de suspensão… Não faz sentido nenhum… Da mesma forma que faz sentido penalizar fortemente quem fornece os produtos proibidos, faz igualmente sentido penalizar com clareza e com o mesmo rigor quem faça uso desses mesmos produtos… Sella escolheu fazê-lo de livre vontade… E a última palavra é a dele…

  4. mas o sella nao andou ai a vender droga,o sella nao se desculpa com isso, mas o k o priamo fez é muito pior, ele pode ser considerado um traficante de droga…portanto acho justo

  5. Emanuelle Sella apanhou +- 1,5 anos de suspensão e Priamo 4 anos !!!!!!!!!!!!!!!
    Que eu saiba Sella não foi obrigado a dopar-se e as vitorias obtidas de forma desonesta foram para ele não para Priamo, a pena deveria ser igual para ambos, mais uma vez , palhaçada !!!!!!!!!!!

Os comentários estão fechados.