Suspensão de Riccò reduzida

O italiano Ricardo Riccò pode voltar à competição por altura do Milão-Sanremo, clássica que se disputa no dia 20 de Março de 2010. O regresso vai fazer-se mais cedo do que o previsto, já que a UCI decidiu pela redução da suspensão do trepador de dois anos para um ano e oito meses. Riccò tem contrato com a Ceramica Flaminia. O trepador está afastado das lides desde a Volta a França de 2008, corrida em que acusou o consumo de CERA – EPO de efeito prolongado.

14 thoughts on “Suspensão de Riccò reduzida”

  1. Quanto á noticia, acho muito bem que reduzam.
    O que são 4 meses? Para um ciclista significam muita coisa. Se ele sp colaborou com as autoridades deve ser beneficiado em algo.
    Claro que destaco aqui o papel do COI, que n para de chatear o Valverde e em duas semanas ilibou um Canavaro que acusou e admitiu e agora reduz a pena ao Ricco.

  2. Sr. Claudio, quando você n souber do que fala é preferivel abster-se.
    Veja as imagens do ciclismo antigo e diga-me onde se trabalhava com mais cadência. Desde o primeiro tour ganho pelo Lance Armstrong que se usa mais cadência no ciclismo. Vem você dizer que antigamente sofriam mais? Sp se sofreu e sofre o mesmo. As condições podiam não ser as mesmas, mas hoje se os ciclistas podem andar mais o sofrimento mantem-se, acho que você não tem tido muita atençao para as médias finais grandes voltas.
    Segundo você, n ha paciencia para o treino, quando hoje em dia se fazem muito mais horas do que nos anos 70 e 80.
    Você n quer que a gente volte ao tempo das rodas de pau pois não? Mantenha a sua tv a preto e branco e venda o LCD, com a televisão desse tempo sp pode relembrar outras Eras e csg ver os resultados finais da msm forma que csg ver nas tvs novas.
    O que tento dizer é que os tempos evoluem não só numas áreas mas sim em todas. Agora n me venha dizer que antigamente é que era porque o sofrimento está lá, sofre-se e a bom sofrer. Alturas em que a visão parece desaparecer, sente-se o sangue na boca, ciclistas que caem e continuam todos ensanguentados até á linha de meta. Eu próprio já parti um braço e fiz mais 30km com ele assim. Claro que na sua teoria se fosse antigamente faria 60km. Pois, é normal, antigamente é que era e tb ligados á terra como andavam cheios de corticóides, testosterona e anfetaminas quem n conseguia.

  3. Porque é que se estigmatizou que ninguém pode fazer uma volta de três semanas limpo?
    Antigamente faziam, com muito mais dureza quer em termos de quilometragem, quer de estradas, alimentação ou mesmo vestuário. O problema é a procura do caminho mais rápido para chegar ao nível desejado, é passar o trabalho de base e de consolidação para segundo plano. A maioria dos ciclistas portuguesas hoje corre com pouca cadência, é só taleigas. Não há paciência para o treino. Para aguentar uma taleigada 150 km, hoje, amanhã e depois, aí sim, é preciso carregar. Há 30 anos atrás, o carregar, atendendo ás substâncias que se utilizavam, só dava para um dia, no seguinte rapavam a valer. Os ciclistas eram mais completos, tecnicistas, trabalhadores e sofredores. Hoje, a maioria dos ciclistas não se sabe colocar consoante o vento, puxa-se um pelotão no meio da estrada, não sabem trabalhar em contra-relógio por equipas. Mas conhecem perfeitamente o catálogo de substâncias que alteram significativamente o rendimento. Haja paciência para este ciclismo de hoje e para tudo e todos os que o envolvem.

  4. Exactamente Sr Jorge.
    Eu queria vê-los a entrar nos estadios e a ver as farmácias das equipas de futebol. Vocês passavam-se com o que lá tem.
    Farmacias melhores do que a sociedade tem direito.
    Se algum ciclista tivesse algo parecido em casa, seria proibido de correr certamente.

  5. Em parte será verade….mas entao porque é que não fazem este mesmo cerco apertado a todos os outros desportos? o futebol ninguem lhe toca

  6. Quem é que corre uma volta dessas limpo?
    Ngm, nem vão limpos, nem devem. Com as quilometragens e montanhas das etapas acham que a saude de alguém aguentava 3 semanas?
    Vocês são crentes.
    Deixem tomar, quem n gostar que desista ou então que faça igual.
    Desgraçado do atleta que fosse fazer um tour so com vitaminas, ia longe ou então teriam k aumentar pra 5 semanas. N há desporto nenhum em k andem todos limpos. Nenhum.
    Podem descansar a cabeça que é geral.

  7. sei que no giro estava limpo porque já se conhecia Cera, o Sella foi apanhado nesse Giro a CERA….

  8. Essa é para rir Jorge, como é que sabe que estava limpo no Giro, se clhar limpou-se foi tarde no Tour, teve azar, no Giro a coisa correu melhor.

  9. Deixando o doping de lado, ontem li um artigo no jornal Record, que me deixou bastante preocupado. Dava conta de que a Madeinox vai abandonar o patrocinio ao boavista e k a equipa corre o risco de terminar. Alguém sabe mais pormenores sobre este assunto? Com tudo isto corremos o risco de ter duas ou tres equipas profissionais no proximo ano…

  10. tudo bem que ele cometeu um erro….mas tamos na presença do melhor trepador do mundo enquanto corria….e acredito que continuará a sê-lo algum tempo depois de voltar….nao pensem que ele sempre se dopou, pois isso apenas conteceu no Tour, pois no Giro estava limpo e nas corridas anteriores que havia feito também, e provou aí ser o melhor…

  11. e reduziram a pena pk? por bom comportamento!? este ciclismo ta perdido, nao tenham pena deles k eles tb qd se dopam nao teem pena dos ciclistas q correm limpos… é 1 vergonha e dpx ainda voltam ao ciclismo, deviam era ser vaiados e enxovalhados onde qer k fossem correr

Os comentários estão fechados.