Volta a Santa Catarina: quatro casos positivos de EPO

A Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC) confirmou a existência de quatro casos positivos de eritropoietina (EPO) na Volta de Santa Catarina, no Brasil, prova disputada em Abril último. Alex Diniz, vencedor da prova, Cleberson Weber, Alex Arseno e Alcides Vieira foram os atletas controlados positivamente. De acordo com jornal Lance, a CBC vai notificar os atletas na próxima segunda-feira e dar um prazo de cinco dias para que os mesmos solicitem a amostra B. Caso não façam o pedido, os ciclistas sofrerão dois anos de suspensão.

“Nós estamos com quatro casos positivos na volta de Santa Catarina. Já chegou toda documentação da União Internacional de Ciclismo (UCI) neste momento. Estamos notificando os atletas e dando um prazo para eles solicitarem a amostra B. Na segunda-feira, nós estaremos passando os documentos assinados por eles durante a Volta, dizendo que os exames deles deram positivo e que eles têm um prazo de cinco dias para manifestar vontade de abertura ou não da amostra. Caso não se manifestem, nós já entendemos que optaram por não abrir. Então, nós entramos com a punição diante do artigo identificado pela própria UCI, no caso, dois anos de suspensão”, afirmou o presidente da Confederação Brasileira de Ciclismo, José Luis Vasconcelos, em entrevista ao programa “Ta na Área”, da rede Globo.