Cartaxo e Oeste Pro Cycling pedem adiamento de inscrição

Os novos projectos Cartaxo-Capital do Vinho e Oeste Pro Cycling pediram o adiamento do prazo de inscrição como equipas do escalão Continental. A data-limite para a entrega da documentação vencia hoje, mas as duas equipas não conseguiram concluir o processo em tempo útil. Apesar disso, as situações são distintas, uma vez que o colectivo do ribatejo fez chegar o processo à Federação Portuguesa de Ciclismo, embora falte documentação, ao passo que o projecto do Oeste ainda não entregou o seu dossiê aos serviços federativos. Benfica e CC Loulé também não entregaram documentação, pelo que não devem continuar no pelotão profissional em 2009.

Citado pela agência Lusa, o director-desportivo do Cartaxo-Capital do Vinho, Renato Silva, justificou o adiamento com motivos “imprevisíveis”, traduzidos na “falta de um ou outro documento, o que bloqueia o processo”. Além das contratações que o Jornal Ciclismo já noticiou, Renato Silva adiantou à Lusa a incorporação na equipa do sprinter Bruno Sancho (ex-Benfica).

Pelo lado do Oeste Pro Cycling, o corredor Hélder Miranda fez o ponto da situação: “A criação da equipa está muito complicada. Não há garantias, mas surgiu a possibilidade de sermos recebidos na reunião da Associação Municípios do Oeste, resta-nos esta hipótese para tentar que o projecto avance”, explicou o ex-ciclista do Benfica, que fará parte da delegação do Oeste Pro Cycling que apresentará o projecto às autarquias, na próxima quinta-feira. A ideia é sensibilizar os autarcas e “tentar recolher apoios individualmente ou de vários municípios”.