Arquivo da categoria: A MAGIA DO TOUR

Potenciómetros com os dias contados ?

Os franceses são um encanto em gentileza, mas são, talvez, um dos povos mais parciais. Isto é, puxam ao máximo a brasa à sua sardinha, por isso, a alcunha de chauvinistas tenha sido propositadamente direcionada para a  sua falta de imparcialidade.

Agora, são os ingleses que dominam na esfera competitva, ainda há pouco também dominavam … Ler mais

Tour a jeito para Bardet e Quintana

Um Tour com dois C/R curtos, um individual e outro coletivo de 27 kms cada, considerável aumento das chegadas em alta montanha, diminuição das chegadas para os sprinters, com muitas etapas de média montanha. O Tour apresenta-se diferente, com os habituais comentários bastante díspares, consoante o percurso beneficia determinado tipo de corredores, em detrimento de … Ler mais

As motos do Tour

Uma prova como Tour dispõe de um frota moto invejável, mas o seu número é devidamente acautelado pela organização , que apenas concede vistos a cerca de 70 motos, 30 das quais pertencentes à força policial que comanda a prova.

Vejamos a sua distribuição:

  • 6 motos para os diretos da televisão, que rola, junto da
Ler mais

Deceções, revelações e confirmações

O futuro do ciclismo é anualmente renovado com o final do Tour, altura de se avaliar as deceções, as confirmações e as revelações.

Se no primeiro ponto, nomes que foram revelações, nunca confirmaram o que prometiam, e que já entraram numa fase da sua carreira, em que dificilmente poderão ser considerados potenciais vencedores do Tour, … Ler mais

Também nos prémios a Sky foi a melhor

Uma outra classificação, a dos prémios, costuma funcionar como um barómetro em relação, à intervenção das equipas no Tour, e não é por acaso que a Wanty Goubert, por exemplo alcançou o 11º lugar, uma fasquia muito à frente de muitas equipas World Tour, que passaram totalmente despercebidas ao longo da prova.

Pelo valor dos … Ler mais